A Origem Da Língua Portuguesa

QUER APRENDER INGLÊS RÁPIDO PARA VIAJAR PARA O EXTERIOR CLICK AQUI

TENHA ACESSO AO ARTIGO COMPLETO E ILUSTRATIVO AQUI

Saiba mais:

A origem da língua Portuguesa é a história da evolução da língua portuguesa desde a sua origem no noroeste da Península Ibérica até ao presente, como língua oficial falada em Portugal e em vários países de expressão portuguesa.

Em todos os aspectos — fonética, morfologia, léxico e sintaxe — a origem da língua Portuguesa é essencialmente o resultado de uma evolução orgânica do latim vulgar trazido por colonos romanos no Século III a.C., com influências menores de outros idiomas e com um marcado substrato céltico. Em a origem da língua Portuguesa temos o português arcaico que desenvolveu-se no Século V d.C., após a queda do Império Romano e as invasões germânicas, ditas bárbaras, como um dialecto românico, o chamado galego português, que se diferenciou de outras línguas românicas ibéricas. Usado em documentos escritos desde o século IX, o galego-português tornou-se uma linguagem madura no século XIII, com uma rica literatura. Em a origem da língua Portuguesa temos também que em 1290 foi decretado língua oficial do reino de Portugal pelo rei D.Dinis I. O salto para o português moderno dá-se no renascimento, sendo o Cancioneiro Geral de Garcia de Resende (1516) considerado o marco do seu início. Ainda em a origem da língua Portuguesa temos a normatização da língua foi iniciada em 1536, com a criação das primeiras gramáticas, por Fernão de Oliveira e João de Barros.

Ainda falando sobre a origem da língua Portuguesa temos que a partir do século XVI, com a expansão da era dos descobrimentos, a história da língua portuguesa deixa de decorrer exclusivamente em Portugal, abrangendo o português europeu e o português internacional. Em 1990 foi firmado um tratado internacional com o objetivo de criar uma ortografia unificada, o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990, assinado por representantes de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe.

Sabe-se que a consolidação dos idiomas nacionais europeus, sobretudo aqueles de matriz latina (isto é, derivados do latim principalmente quando se fala sobre a origem da língua Portuguesa), ocorreu na passagem da Baixa Idade Média para a Idade Moderna, ou seja, entre os séculos XII e XVI. Porém, a história da formação de cada um desses idiomas deve levar em consideração a mescla de elementos das línguas bárbaras com o latim, haja vista o amplo contato que muitos povos bárbaros do norte europeu tiveram, por séculos, com o Império Romano (no qual vigia a língua latina). A origem da língua portuguesa é um exemplo dessa mescla.

Ainda falando-se sobre a origem da língua portuguesa temos que a região que deu origem ao Estado moderno português situava-se no noroeste da Península Ibérica, em torno do rio Minho. Foi nas extensões de terras de ambas as margens do rio Minho que começou a ser falado aquilo que posteriormente viria a ser definido como galego-português, ou língua galaico-portuguesa. A pesquisadora Amini Boainain Huay divide a origem da língua portuguesa em três fases principais, uma pré-histórica, uma proto-histórica e uma, efetivamente, histórica.

Quando se fala sobre a origem da língua portuguesa deve-se frisar que a língua portuguesa está entre as mais faladas e conhecidas do mundo. Juntamente com o espanhol, o catalão, provençal francês, italiano, rético, sardo e romeno, a língua possui suas raízes no latim vulgar. Essas línguas são chamadas de línguas românticas, latinas ou neolatinas, e são consideradas um tipo de continuação do latim de onde se originam. Ou seja, de maneira pouco explicativa, a língua portuguesa, na verdade, veio da antiga Roma.

Falando-se sobre a origem da língua portuguesa temos que em 218 a.C, os romanos iniciaram a invasão da Península Ibérica, onde viriam a fundar a província romana da Lusitânia, atual centro e sul de Portugal. Quase 200 anos depois, terminadas as guerras Cantábricas, foi constituída a Galécia, atual norte de Portugal e Galiza.