Máfia do TCU

Enquanto o inquisitor de Curitiba se esforça para macular a imagem de Lula e de outros petistas a máfia politica segue atuando em todo o Brasil.

O TCU é o “Orgão” ou “Coletivo” ou melhor seria dizer “Quadrilha” que administra e aprova as prestações de contas de contratos públicos, tem inclusive o poder de tornar Administradores Públicos inelegíveis e determinar a devolução de valores ao erário.

Em junho de 2015 a Folha publicou que Ricardo Pessoa entregou à Lava Jato uma tabela que indica pagamentos de 2,2 milhões de reais a Tiago Cedraz, filho de Aroldo Cedraz, o presidente do TCU implacável com a honestidade.

“A tabela intitulada ‘ThiagoBSB’ mostra 24 repasses de R$ 50 mil, entre junho de 2012 e setembro de 2014, além de um pagamento de R$ 1 milhão em 13 de fevereiro de 2014. Os valores aparecem ao lado dos nomes Thiago/Luciano.” Luciano é Luciano Araújo, primo de Tiago e tesoureiro do Partido Solidariedade.

Alvo da Operação Politeia, o advogado Tiago Cedraz, de 33 anos, ergueu patrimônio milionário à frente de uma banca que atua no Tribunal de Contas da União (TCU), órgão presidido pelo pai, Aroldo Cedraz. Em paralelo à atuação da banca na corte de contas, em menos de três anos ele fechou a compra de imóveis de quase R$ 13 milhões e, até abril, figurava como dono de um jatinho Cessna, de dez assentos, conforme levantamento do Estado. A maior parte dos bens foi adquirida por meio da Cedraz Administradora de Bens Próprios, criada pelo advogado em sociedade com a mãe, Eliana Leite Oliveira, mulher do ministro.

Não é só na área jurídica que atua o pródigo filho do Presidente do TCU. Tiago também é sócio de empresas que atuam na administração dos “bondinhos do Rio de Janeiro” , que recebeu cerca de R$ 250 milhões do PAC e que sofre questionamento judicial por envolver políticos ligados a “Caciques Locais”.

Por último, assinale-se também que Tiago Cedraz — que é investigado no Petrolão- atuou como advogado do PSDB que atuou junto ao STF.

Enfim, apesar de público nos meios oficiais o funcionamento “politico” e os “argumentos administrativos” convincentes no TCU, a midia segue mostrando o Justiceiro do Parana tentando encontrar algum furo na vida do ex-Presidente Lula…e a República das Bananas aplaude.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.