Fundamental mesmo é o cartão de crédito

Não importa o seu discurso, os algorítimos das redes sociais sabem exatamente o que você pensa e, principalmente, o que vai comprar

O que importa, na navegação na rede, é o cartão de crédito válido. Foto: Damien Meyer/AFP Photo

O grande negócio do Google e do Facebook é a publicidade direcionada. Não importa a sua ideologia, o seu discurso, se você é santo ou demônio, contanto que o seu cartão de crédito seja válido. As corporações, que acompanham a sua navegação pela rede, os seus gastos e até o que você conversa em casa, sabem exatamente o que vai pela sua cabeça e como você vai acabar gastando o seu dinheiro. Igual à sua mãe quando você era pequeno: olha o aviãozinho…e lá ia o que você não queria pra dentro da sua boca.

Postou o que você pensa nas redes? Escreveu aquele texto lacrador? Enquanto você conta likes e compartilhamentos, já pode escolher entre crédito ou débito. O Big Brother vai te mostrar os produtos que você realmente precisa

Chega desse absurdo! Essa situação não pode continuar assim! Onde está a nossa indignação? Vamos ficar sentados em frente à TV, esperando algo acontecer? Chega de preguiça, temos que ir pra rua! Vamos nos unir para acabar com isso”.

Aparecem anúncios de sofás, poltronas, disk pizza e home-theaters.

“Isso é consequência do nosso estilo de vida. O materialismo, a ganância e a vaidade estão acabando conosco. A vida aqui não tem o menor sentido, somos almas perdidas nessa selva de concreto”.

Anúncios de pousadas relais & chateaux, cruzeiros no Caribe, antidepressivos.

“Os movimentos LGBTs estão acabando com a família brasileira. As pessoas de bem, tementes a Deus, precisam se organizar, pressionar o Governo e as autoridades para acabar com essa imoralidade e preservar os bons costumes”.

Anúncios de tochas, crucifixos, balas de prata e armários embutidos.

“O fundamental é a beleza interior. A obsessão pelo corpo, pelas formas, não leva a nada, temos que valorizar a nossa essência, é o que temos de mais bonito e importante”.

Anúncios de produtos de beleza, academias de ginástica, clinicas de cirurgia plástica e remédios para emagrecer.

“Enquanto vocês passam o dia hipnotizados por uma tela, eu vou curtir a natureza, o mar, a montanha, encontrar meus amigos para conversar olho no olho”.

Anúncios de ar condicionado, tablets, sites de pornografia, livros de autoajuda, remédios tarja preta.

“Quero a volta dos militares, só eles vão organizar essa bagunça em que o país está metido, essa pouca vergonha, essa roubalheira”.

Anúncios de cursos supletivos, alfabetização para adultos, clinicas psiquiátricas.

Like what you read? Give Maximiliano Edson a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.