Conheça o Dan Larimer, criador do Bitshares, Steemit e o EOS

Eduardo Cruz
Apr 17, 2018 · 6 min read
Imagem de: Busy

Não existem muitas pessoas que possam dizer ter uma vasta experiência no mundo de blockchain e criptomoedas, até porque o Bitcoin somente foi lançado em 2009. Porém, se existe alguém que é uma referência nesta área, ele se chama: Daniel Larimer.

Dan, como costuma ser chamado, conheceu o Bitcoin desde seu início e, segundo ele, inclusive chegou a trocar e-mails com o próprio Satoshi Nakamoto na época.

Apenas por reconhecer o potencial do Bitcoin naquele momento já seria algo louvável, porém Dan foi muito além e demonstrou não somente um entendimento profundo da tecnologia como a capacidade de prever problemas com muita antecedência.

Na imagem abaixo pode-se ver um registro de Dan prevendo, já em 2010, problemas no Bitcoin que só iriam surgir mais adiante, como a demora de tempos de confirmação, aumento de taxas e a inviabilidade para fazer micro pagamentos.

Imagem de: https://bitcointalk.org/index.php?topic=532.0

Ele vai mais além e sugere uma solução que se assemelha muito ao Lightning Network que está sendo implementado atualmente e é considerado a grande solução para os dois problemas citados anteriormente.

Imagem de: Bidireccional — WordPress.com

Em 2014, após a queda do Mt.Gox (principal exchange/bolsa da época) Dan Larimer criou o Bitshares.

Imagem de:Steemit

Que não é só uma exchange descentralizada como também deu origem ao BitUSD que foi a primeira criptomoeda de valor estável. Caso queira saber mais sobre cirptomoedas de valor estável, veja o post baixo a onde explico o funcionamento de alguns projetos incluíndo o BitUSD:

Porém, o Bitshares não teve o sucesso esperado, apesar de possuír uma capacidade de processamento de transações infinitamente maior que o Bitcoin e a grande maioria das outras Blockchains existentes.

Em 2016 Dan Larimer inovou novamente, desta vez mostrando como o blockchain pode ter usos que vão muito além de somente uma criptomoeda. Ele criou o Steemit, que é uma rede social no Blockhain.

Imagem de: Steemit

Steemit basicamente funciona como um block explorer, porém ao invés de verificar transações ele mostra o conteúdo criado. Nesta plataforma quem cria conteúdo, posta, curte ou comenta receberá novas moedas criadas, o Steem. Um modelo completamente diferente das redes socias que existem hoje, o número de usuários vem crescendo a cada dia e este projeto já teve mais sucesso que o Bitshares.

Ao usar o Steemit o usuário nem mesmo se da conta que está usando um blockchain, ou no caso um block explorer.

Como no Steemit, cada post, curtida, comentário é um registro (transação) no blockchain foi necessário criar uma estrutura que suporte o volume de transações de uma rede social, muito superior ao que temos hoje nas blockchains mais conhecidas: Bitcoin ou Ethereum. Como também eliminar as taxas já que ninguém estaria disposto a pagar para postar ou curtir conteúdo.

Considero que tais funcionalidades do Bitshares e do Steemit sāo evoluçōes importantes na technologia de blockchain, pois hoje ainda há pouquíssimas pessoas usando criptomoedas e blockchains no mundo, porém a expectativa é que este número creça muito, e por isto as discussões sobre escalabilidade tem sido cada vez mais comuns.

Durante o ano passado tivemos diversos momentos de congestionamento da redes Bitcoin e Ethereum que causaram transtornos, atrasos e aumentos significativos nas taxas de transações.

Inclusive eu cheguei a postar sobre isto: Veja abaixo o post sobre o congestionamento na rede Bitcoin escrito em novembro.

E outro escrito em dezembro sobre o congestionamento na rede Ethereum:

Ambos os problemas foram amenizados mas não totalmente resolvidos até o momento.

O site Blocktivity, compara diferentes blockchains e serve para analisar a atividade em cada um.

Imagem de: https://www.blocktivity.info/

Aqui, pode-se ver claramente que os projetos de Dan Larimer tem capacidade de processamento muito alta, tanto que o Steemit está em primeiro colocado em transações/registros no blockchain nas últimas 24h e o Bitshares está em 3º.

Importante considerar que o blockchain do Bitcoin registra basicamente transações de moeda, no caso do Ethereum temos também os chamados contratos inteligentes, o que já exige um aumento de capacidade significativa, e como mencionei acima o Steemit registra, posts, custidas e comentários, portanto exige uma capacidade de processamento ainda maior.

Mas também é importante notar a capacidade total da rede, mesmo em primeiro lugar o Steem está operando com apenas 0.14%

Imagem de: https://www.blocktivity.info/

Enquanto o Ethereum, está com a rede congestionada, usando 100% da capacidade de rede e tem mais 22.634 transações a espera de confirmação.

Imagem de: https://www.blocktivity.info/

Agora vamos comparar o Bitshares e o Bitcoin.

Imagem de: https://www.blocktivity.info/

Nas últimas 24h o Bitshares processou 475.288 transações usando apenas 0.04% da capacidade.

Imagem de: https://www.blocktivity.info/

Enquanto o Bitcoin que atualmente conseguiu descongestionar sua rede, processou apenas 191.489 porém usando 40.30% da capacidade.

Conclusão:

O mercado já demonstrou que há demanda por soluções no blockchain como transações financeiras (Bitcoin), contratos inteligentes, geração de tokens, e até joquinhos (Ethereum) ou mesmo usos como redes socias (Stemmit).

Porém, a medida que aumentam o número de usuários, o número de aplicações descentralizadas, contratos inteligentes, moedas, tokens e muitos outros usos que atualmente nem podemos prever, a questão de escalabilidade e capacidade de processamento ficarará cada vez mais importante.

Agora o novo desafio de Dan Larimer é o EOS que pretende revolucionar tais problemas de escalabilidade de um forma inovadora e ser uma plataforma para que outros possam desenvolver aplicativos de forma fácil sem limitações do blockchain.

Muitos projetos novos prometem solucionar os problemas atuais, porém ao analisar os desenvolvedores vemos que muitas vezes que lhes faltam experiência para executar tudo que promentem. Esse não é o caso do Dan, que com tal currículo e extensa experiência no mundo de blockchain é umas das poucas pessoas que pode entregar tudo que promete.

Abaixo um post exclusivo sobre o EOS:

Eduardo Cruz

Written by

Entusiasta do mundo de moedas virtuais. eduardo.domc@gmail.com

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade