Criando valor de forma ética e justa

Todo monopólio que não for ético e competente na prestação de serviços, será superado pelo próprio cliente e cidadão, que escolherá um relacionamento mais justo e ético.

Muitas organizações no Brasil lucram com a ignorância e falta de potência de seus clientes. Seu mindset é utilizar de artimanhas para cobrar mais do que valem e entregar menos do que prometeram. Por exemplo, Anatel obriga provedores de internet a fornecer, no mínimo, 40% da velocidade contratada. Quer dizer, se eu oferecer 41% já está tudo bem. O cliente que se contente com isso. Outro exemplo, há anos não temos o reajuste da tabela do imposto de renda e hoje pagamos 60% a mais do que devemos. Sempre um absurdo que, culturalmente, consideramos normal.

Mas esta relação injusta está mudando.

Clientes mais Inteligentes, Conhecimento e Tecnologia mais acessível, e pequenas e médias empresas que estão construindo relações de confiança, entregando o que prometeram, sendo transparente com seus números, ajudando realmente seus clientes a serem mais efetivos em seus negócios. 
É uma verdadeira relação de ganha-ganha, onde os clientes realmente se sentem confiantes e satisfeitos, pois percebem que é possível se relacionar com empresas maduras e éticas.

Assim, aos poucos, vão se distanciando das organizações “malandras”, aquelas que se posicionam como boazinhas, mas que sempre querem ganhar mais do que merecem e trabalhar menos do que devem.

Como dizia Pascal, “é justo que o que é justo seja seguido e é necessário que o que é mais forte seja seguido. A justiça sem a força é impotente; a força sem a justiça é tirânica. A justiça sem a força é contestada, porque há sempre maus; a força sem a justiça é acusada. É preciso portanto pôr em conjunto a justiça e a força, e, por isso, fazer com que o que é justo seja forte, e o que é forte seja justo.”.

Tenho me apaixonado e dedicado mais tempo em conseguir me relacionar com pessoas e organizações que fazem as coisas de forma ética, inteligente e que funcionam muito bem. É sadio, potente, gera valor, desenvolvimento e liberdade de escolha. Terminando com Espinosa, “é livre a pessoa se pode avançar abertamente sem ter de utilizar artimanhas”.

Eduardo Carmello — Diretor da Entheusiasmos Consultoria em Talentos Humanos, consultor organizacional e educacional. Conferencista Nacional, indicado 5 vezes ao TOP 5 do prêmio Top os Mind de Recursos Humanos. Professor do MBA Gestão Estratégica e Econômica da FGV-SP. Autor dos livros Gestão da Singularidade: alta performance para equipes e líderes diferenciados (2013, Editora Gente), Resiliência: a transformação como ferramenta para construir empresas de valor (2008, Editora Gente) e Supere: a arte de lidar com as adversidades (2004, Editora Gente).

www.entheusiasmos.com.br

eduardo@entheusiasmos.com.br

Twitter e Facebook: Eduardo Carmello