Eu não odeio o Angular
Vinicius Reis
7712

Web designers não gostam muito de programar e sabemos que são raros profissionais bons em design e desenvolvimento ao mesmo tempo. Ou você programa bem ou faz tela bonita.

Sou a favor de algo ainda mais limpo, algo que ainda não encontrei em nenhum template engine ou framework. Fiquei mais convencido disso quando li esse artigo.

A forma como faço hoje permite que desenvolvedores e designers trabalhem em harmonia. Funciona da seguinte forma: o designer escreve apenas HTML e CSS e coloca na página tudo o que pode em algum momento aparecer, de forma bem organizada com classes e ids. A função do programador é exibir, ocultar, duplicar, alterar valores, adicionar/remover classes e capturar eventos dos elementos adicionados pelo designer. A manipulação do HTML pode ser veita tanto no client (modificando o DOM via jquery ou javascript puro mesmo) como no server (para quem trabalha com nodejs pode dar uma olhada no cheerio)

As ideias por trás do Angular, Vue, Knockout, etc são muito interessantes. O código realmente fica organizado e bem estruturado. Two-way data binding então nem se fala: é lindo de se ver funcionando. Tudo isso só tem um problema: você deixaria um designer mexer no código?