#Coimbra170 Dia 009

Terça, 20/09/16

Levantei com dignidade e sem ressaca. Afinal nem bebi direito, só uma sangria de garrafa de plástico e o tal shot.

Pois bem, a meta do dia era ir à Loja do Cidadão tirar o NIF, este era responsável por me permitir abrir uma conta no banco. Levei os papeis, paguei a taxa de 10,20€ e em poucos minutos saí de lá com o número registrado. Quem diria, pensei que fosse mofar na Loja do Cidadão.

De lá eu e Marcelle fomos almoçar num café muito chique porque somos burros. Paguei 2,60€ num pão com queijo e fiambre e uma limonada. A gente se arrependeu no exato momento que pedimos. Faz parte.

De lá fomos ao banco abrir a famigerada conta no Santander Totta. Chegamos ao banco eram 14:57. O banco fechava as 15. A atendente disso que precisávamos para abrir a conta e pediu para voltarmos amanhã.

Daí, resolvemos ir ao Fórum, o shopping onde tem a Primark e tal.

Chegando lá demos uma volta, passei na Primark, na Zara e na H&M, nenhum preço muito convidativo, a não ser um pacote de 5 meias por 3€.

Curioso, eu fico convertendo o valor, pensando se posso precisar de grana, não faço consumo inconsciente. Não sei o motivo de estar tão centrado financeiramente, deve ser porque aqui sou eu por mim, e é tudo. Não vai ter Luizinho ou Mariuzinha pra me socorrer. (Até vai, mas a situação é outra).

Do shopping eu e a Marcelle passamos no mercado e decidimos fazer um jantar. Compramos espaguete e um bom vinho. (Vinho bom aqui custa mais de 3€, este era quase 5, mas tava na promoção, e foi 1,76€, ou seja, uma ótima escolha).

Vim pra casa, tomei uma ducha e parti pra “casinha” da Marcelle, lá foi tudo muito legal, jogamos conversa fora até as 2 da manhã. A situação foi meio similar as conversas que costumava ter com a Lívia, sabe? Sinto falta disso.

Voltei pra casa e apaguei.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.