Patos de Minas, 125 anos de História.

Lojas, microempresas, escolas, universidades e grandes indústrias.

Foto panorâmica da cidade de Patos de Minas

Patos de Minas é um município brasileiro do estado de Minas Gerais, dia 24 de Maio de 2017 a cidade irá completar 125 anos, segundo dados o IBGE a população estimada no ano de 2016 seria de 149.856 habitantes, é aquele lugar que acolhe os que chegam e deixa a saudade na alma de quem vai se aventurar em outras bandas. Em seus mais de 124 anos de história, a cidade cresceu bastante, é verdade. Lojas, microempresas, escolas, universidades e até mesmo grandes indústrias foram surgindo. Mas as ruas com cara de interior mineiro, onde as pessoas sentam na porta das casas para conversar e observar o movimento, não desapareceu com a modernização. Patos ainda transpira tranquilidade e preserva hábitos, monumentos, lugares e o sotaque gostoso na fala das pessoas.

Quando se fala em Patos de Minas, provavelmente a primeira coisa que vem à cabeça é: “terra do milho!”. E é justo, já que o cereal tem uma longa história por aqui. Desde que o agrônomo Antônio Secundino de São José, instalou a primeira base para as plantações de milho híbrido do país, na década de 50, esse produto começou a ser produzido em larga escala na cidade. Desde então, a cultura do milho se tornou tão forte em Patos que hoje o evento mais conhecido é a tradicional Festa Nacional do Milho, que acontece em maio de todos os anos. Nos últimos cinco anos, o município produziu cerca de 125 mil toneladas de milho em uma área de aproximadamente 20 mil hectares.

Mas nem só de milho vive o cidadão patense. A cidade também se destaca no rebanho bovino leiteiro, sendo a segunda maior produtora de leite do Brasil, conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Além disso, produtos como soja, mandioca e feijão também estão entre as maiores produções da agricultura. Além de alimentar a população, as plantações são exportadas e geram empregos no meio rural. Se a agropecuária já rende desenvolvimento à cidade e região, as indústrias de Patos de Minas finalizam com a cereja do bolo. Enquanto a produção sai do campo, empresas com alta tecnologia esperam para melhorar e processar os produtos.

Já que se produz tanto leite por aqui, a indústria de laticínios encontrou espaço e se firmou na cidade. A Central Mineira de Laticínios (CEMIL), por exemplo, tem seu Parque Industrial em Patos e vende seus produtos para dezenove estados do Brasil. A Cooperativa Mista Agropecuária de Patos de Minas (Coopatos) também se sobressai no trabalho com laticínios, além de fornecer insumos e equipamentos aos produtores da região. Como a agricultura tem tanto peso na economia da cidade, tecnologias para melhorar e aumentar a produtividade no campo também foram atraídas para Patos de Minas. A empresa Sementes Farroupilha, por exemplo, trabalha com melhoramento de sementes desde 1976. O resultado de tudo isso? Leite patense indo longe por esse Brasil, tecnologia desenvolvida na cidade beneficiando a agricultura do país e boas faculdades atraindo pessoas de outras cidades. Na prática, tudo isso significa dinheiro, empregos e desenvolvimento para o município. Aliando o progresso ao povo hospitaleiro, é possível explicar porque Patos de Minas é destaque no cantinho de Minas Gerais em que se construiu.

Repórter: Joaquim dos Reis Leal.