Ele

Do alto do prédio, ele sorri.

Ele tira os cotovelos da mureta e volta a se sentar no chão. Ele olha para o nada por algum tempo e, então, começa a chorar. Ele coloca as mãos no rosto para esconder a tristeza que há nele, mas é o único ali que ainda sabe o que é tristeza. Ele pensa no que fez. Pensa em seus parentes e amigos. Será que teriam feito a mesma coisa? Será que fez a coisa certa? Na hora certa? Não deveria ter feito antes? Deveria ter feito? Mas se não tivesse…

Pare.

Se não pode mudar o passado, deve fazer de tudo para apreciar o presente.

Ele chora.

3 de maio de 2000

Samuel se senta ao seu lado, apoiando a mão sobre seu ombro para tranquilizá-lo. Ele está sentado na cama, desfazendo-se em lágrimas na frente do amigo. Ele começa a falar de Giovana novamente. Ele passou o dia inteiro falando sobre o término deles, sem se conformar com a situação em momento algum. Ele repete tudo aquilo que Samuel já está mais do que acostumado a ouvir naquele dia: “Eu sou um imprestável mesmo”. Depois disso, começava a lembrar de tudo que ele e Giovana tinham passado juntos, repetindo o que ela havia dito quando terminaram. No meio do choro, ele começa a dizer coisas que não têm nada a ver com Giovana. Reclama do trabalho, da faculdade e até mesmo da família da qual ele se orgulhava tanto. Samuel sabe que tudo não passa de uma curta fase de irritação.

Assim que ele para de falar, Samuel começa a dizer que ele não pode ficar daquele jeito, reclamando de todo mundo e se lamentando o tempo todo por causa de um término de namoro de apenas alguns meses. Ele interrompe Samuel e finalmente diz que o motivo do término dos dois foi porque ela tinha conhecido um cara. Samuel fica em silêncio por um tempo e ele começa a xingar Giovana. Samuel é quem interrompe desta vez. Diz que entende porque ele está com raiva, mas acaba concluindo que ele está se comportando como uma criança birrenta. Ele não gosta do que o amigo está dizendo, mas admite que Samuel tem razão.

Samuel explica que se Giovana quis ficar com outro cara, pelo menos ela foi honesta com ele e terminou o namoro antes de surgir uma traição. Samuel diz que ele só está bravo daquele jeito porque está triste, mas que logo passará se ele simplesmente aceitar e explica que o fato de Giovana preferir ficar com outro cara não quer dizer que ele é uma pessoa ruim, quer dizer apenas que ela se apaixonou por outro cara.

Ele aceita as palavras do amigo e concorda com a cabeça.

“Ela caiu fora, mas eu estarei sempre aqui”.

Sempre aqui…

Like what you read? Give Eduardo Manha a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.