Sobre margens e transposições
Marília Valengo
52

Marília, leio seus texto desde o Ornitorrinco, um deles é o meu xodó ( a vida em torno).

Algo curioso acontece quando te leio; é como se estivéssemos conversando em um café. Quando cheguei na parte da realidade simulada, pensei, “ então não sou só eu que crio narrativas cheias de epifania sobre a teoria da simulação”. Risos

A escrita é um trem (como dizem os mineiros) muito louco.

Obrigada por soltar as palavras no meu caminho.

:)

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.