Feliz Ano Novo pra quem?

Vou começar 2018 do mesmo jeito que comecei e terminei 2017, sozinha.

Eu fico tentando não pensar nesse costume de que um ano novo tem que significar uma vida nova, e que a gente tem que deixar o que é ruim pra trás e começar de novo, que temos que entrar no ano com o pé direito… pq eu sei que quanto mais eu penso nisso, mais eu me sinto mal por saber que minha vida tá uma merda, de cabeça pra baixo, e não tem nada que eu possa fazer agora.

Tô aqui, nos 45 do segundo tempo, dia 31 de dezembro às 23:21 lidando com o fato de que vou passar a virada assim como passei o Natal, em casa com a companhia das minhas gatas. 
E também lidando com a certeza doída de que vou passar 2018 assim como passei 2017, 2016, 2015…

E eu sei que não é culpa e ninguém, só minha. Eu sei que o meu destino é esse. E ele ta aqui pra me mostrar, dia após dia, que gente como eu tem que ficar sozinha mesmo, que é esse o meu lugar e sempre vai ser não importa o que eu faça.

Mas que esse ano novo me de forças e coragem pra poder acabar com todo esse sofrimento.

Feliz 2018.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.