Me chupa com amor
Seane Melo
38217

Fantástico, Seane!

Se a maioria dos homens entendessem que gostamos mesmo é de intimidade e não do “namorinho” em si, ou da idealização de um casamento, mas de uma real intimidade… Aquela dos olhos nos olhos, da proteção e do cuidado, da atenção e do interesse maciço, né?! Nossa! Teriam as melhores amantes, das quais jamais se esqueceriam ou, certamente, jamais quisessem distância.

Eu talvez morra sem entender a dificuldade que eles têm em conectarem-se. Meu atual companheiro diz que mal pode tocar em mim que entro em conexão, parecendo frustrar-se com algo que deveria ser motivo de lisonja, pois quando não nutro nenhum sentimento por alguém, fica bem complicado sentir atração ou tesão.

Enfim, minha linda, são nossos dramas femininos, nossa via crucis. Mas vou morrer protestando! Parabéns pelos textos, estou amando!