Refém — uma resposta à Fernanda Torres
Carol Patrocinio
77756

Excelente texto. Eu só gostaria de acrescentar algumas coisas que me causam estranheza nessa situação toda.

Primeiro, pelo texto da Fernanda Torres, claramente antifeminista, ter sido veiculado no blog “Agora é que são elas” que, desde sua criação, frisou ser um espaço “feminino e feminista”.

Mas até aí, vá lá, às vezes os veículos gostam de dar espaço para o tal “contraditório”. A questão principal é que o projeto era uma oportunidade de dar voz a mulheres que NÃO estão na mídia. Fernanda Torres tem o espaço que quiser na mídia - inclusive conta com uma coluna na revista Época. Pra que, então, lhe ceder o espaço?

Me parece que o blog, vindo de uma campanha bem-intencionada, tenha caído na esparrela do veículo em que está abrigado, a Folha de S. Paulo, se baseando na polêmica barata para inflar números de acesso. É uma pena.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Elaine P.’s story.