Enquanto não te vejo,

eu imagino o que a gente vai fazer juntos no próximo final de semana. Já pensando em como vou te convencer a ir comigo na festa que tu não queria.

Aí paro e escuto aquela música que tu me mostrou logo depois que te conheci. Na verdade nem faz o meu estilo, mas não consigo deixar de ouvir.

Escrevo páginas e páginas românticas e sem sentido, só pra aumentar o aperto no peito. Ou simplesmente perco horas olhando pra uma folha em branco.

Me pego sorrindo sozinho durante o dia, lembrando como foi bom ter te conhecido e em quanta coisa estranha a gente tem em comum.

Passo a noite quase toda em claro organizando o presente pra te dar. Um daqueles presentes sem motivo que tu briga comigo quando dou.

Sonho acordado pensando qual vai ser a primeira coisa que vou te dizer depois da discussão de ontem.

Penso que o futuro tá chegando com várias escolhas a serem feitas. O tipo de escolha que faz a gente abrir mão de coisas que gostamos em troca de outras. Mas tu tá longe de ser algo que eu vá abrir mão…

Mas enquanto não te vejo, só por garantia faço uma lista das coisas que eu faria pra poder te ver mais uma vez.

Com medo de talvez não te ver de novo.


Se gostou do texto, muito obrigado! Sinta-se livre pra compartilhar, copiar, comentar e também criticar. :)