Sou ruim com o tempo.

Tu me conheceu muito bem pra saber que quando é pra lembrar de algo, não adianta perguntar quando foi… é mais fácil eu te dizer como e porquê.

Sempre errava nosso aniversário e o dia do nosso primeiro encontro, mas lembro até o cheiro do teu perfume no primeiro beijo.

Nunca parei pra contar quanto tempo a gente ficou junto, muito menos quanto passou desde que te vi indo embora.

Aliás, quando tava contigo a última coisa que eu pensava era em olhar pro relógio.

Tenho a sensação de que contar o tempo faz as coisas ficarem pra trás, e talvez eu tenha medo disso. Mesmo tentando não consigo.

É que se eu não souber quando foi, parece que foi ontem e consigo ficar mais perto de ti. Pode soar estranho, até obsessivo, eu sei. Mas é como levo as coisas adiante.

Só me perdendo no tempo que eu te encontro de novo.


Se gostou do texto, muito obrigado! Sinta-se livre pra compartilhar, copiar, comentar e também criticar. :)