um viva à dor que adora adorador,

que dói pois corrói:

lenta e erótica erosão

de um corpo são

não quero amor

tampouco carícias

quero o que me moe

urge do que destrói

veneno que desce

e queima garganta –

soluça

( )

e tranca

arranca essa ânsia

então

que cuspa ou tussa qualquer seca palavra

tanto faz

se for vespa

ou larva.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated guilherme barreto goulart’s story.