Não me deixe ir embora

Entenda, não é por você, é por mim. É pelo efeito que você causa no meu corpo, no meu pensamento, nos sentimentos que afloram e me tomam só de lembrar da sua presença. É da saudade que eu já sinto dos seus olhos misteriosos no meio da multidão. É da contagem de tempo, de minutos e segundos até eu inventar algum assunto pra puxar conversa com você.

Sinto como se meu corpo estivesse sob efeito de drogas. Eu sinto a sensação de vida e leveza, que já não sentia há tempos. Sinto como se a alegria plena fosse injetada direto na minha veia. Sorrio só de lembrar. Sinto arrepios, sem nunca ter experimentado ficar a sós com você em um quarto vazio. Faço planos, junto migalhas de lembranças e enquanto vejo suas fotos, planejo nossas férias juntos. Sem querer, me imagino acordando com você ofuscando o sol que me olha, que penetra na minha pele, que irradia no nosso sorriso que será um.

E um dia perfeito vai se resumir em nós de moletom. Os dois. Nós dois d’baixo das cobertas, sem hora para acordar. E eu tocando seu rosto, sentindo seu cheiro, acariciando sua pele e sabendo que tudo é (se tornará) real. E depois de um dia juntos… depois de desvendar seus segredos que me prendem espontaneamente à sua vida, eu direi que não quero ir embora, mas que preciso.

E enquanto você dorme e compartilhamos a mesma cama e o mesmo momento, vou abrir meu coração, sussurrando aos poucos para não acordá-lo. “Eu gosto tanto disso, mas eu vou embora. Não há culpados, não se preocupe. Só quero que você não me deixe ir. Eu vou querer estragar tudo. Eu vou me ausentar e dizer que não gosto. Não aceite nada disso. Se mandar mensagem e eu não responder, apareça na minha casa. Se eu disser que NÃO, me beije e então saberá que sempre será SIM. Me espere. Eu só preciso resolver minhas confusões para mergulhar 100% da minha vida em você. Com você eu andaria de mãos dadas no domingo à tarde. E sentir isso me dá medo”.

Talvez, eu serei o seu maior erro. Talvez, você será o meu melhor acerto. Eu sinto. E desta vez, eu quero continuar sentindo. Não me deixe ir embora.

Like what you read? Give Elisiane Domainski a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.