A cultura cibernética

No decorrer da vida na terra os humanos viveram diferentes culturas e contraculturas, e até contraculturas que hoje se transformaram cultura. E, hoje, ainda na segunda década do seculo XXI vive-se a era digital, internet e portátil. Fazendo passagens de cultura de massa até cibercultura, Lúcia Santaella em seu artigo “Da cultura das mídias a cibercultura” considera sutis as passagens de uma cultura à outra. Pode-se dizer que isto se dá através da obsolência, ou seja, um aparelho eletrônico é descartado por que um outro mais desenvolvido foi lançado.

Segundo a Professora Maria Aparecida Alves, esse fenômeno possibilita um maior índice de escrita para comunicação, entretanto não é de forma padrão, mas com abreviaturas e etc. Podendo afetar vários fatores, pois, hoje, esses possíveis erros ortográficos podem ser levados para provas e exames seletivos, é considerado o inicio do analfabetismo funcional segundo especialistas.

A verdade é que cada cultura tem sua época, e o o que se vive é perpetuado com a especie, segundo a filosofia e sociologia. Mas, deve-se ter cuidado com o uso exacerbado da tecnologia, pois ela apesar de apresentar um vasto complemento para liberdade de expressão, que pode ser usado contra ou a favor.

Referências

http://professoracidaalves.blogspot.com.br/2012/01/lucia-santaella.html

4sfnaiU�fbH�

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.