E acabou o melhor ano da minha vida (até agora)

Estou aqui, assim como a maioria, revendo o que aconteceu nesse ano que se encerra e traçando as metas para o novo ano. Vou contar um pouco sobre o ano que mudou minha vida!

Partindo do começo

Comecei o ano dando continuidade ao meu estágio de desenvolvimento web conquistado em fev/2017. Eu me sentia bem, amava a minha equipe e o que eu fazia por lá. Porém, chegou um momento em que o trabalho começou a ficar repetitivo e eu desejava desafios.

Naquele momento eu ainda não sabia em que área focar os meus estudos, afinal, nós devs podemos escolher entre uma gama incrível de áreas para focar: mobile, back-end, front-end, data science, e tantas outras, o que é lindo, mas para a maioria que está iniciando a carreira pode ser frustante ter que escolher um caminho a seguir.

Conhecendo a comunidade

Nem sempre temos alguém ao nosso lado com experiência para tirar nossas dúvidas, alguém para nos ajudar a trilhar nossa carreira, mas a coias muda de lado quando partimos para o online. Há centenas dispostas à fornecer essa ajuda sem pedir nada em troca, o que é incrível.

Em meio as dúvidas sobre os caminhos a seguir acabei conhecendo a comunidade. As comunidades são uma das coisas mais incríveis que nós devs temos (se não a mais incrível). Nesse meio eu encontrei alguns seres iluminados que compartilham o conhecimento e experiências, o que me ajudou e ainda ajuda muito.

Exemplos de comunidades incríveis: Front-End Brasil e Traning Center.

Só para mencionar alguns que fizeram a diferença (a lista poderia ser bem maior):

E após uma conversa com um amigo, estava decidido, foquei meus estudos para ser um front end ❤.

Me dá um emprego

Acho essa parte interessa, eu tive muita sorte para conseguir o meu primeiro emprego como desenvolvedor. Isso graças ao estágio (❤), tudo o que eu já conhecia fez uma diferença absurda.

Eu moro no menor estado do Brasil (Sergipe) e como vocês devem imaginar a nossa capital (Aracaju) não é nada comparado à São Paulo em quantidade de empregos na área de T.I., uma rápida busca no LinkedIn já diz muito: Aracaju x São Paulo. Sendo assim, talvez eu tivesse que me mudar.

Preparei o meu CV/LinkedIn com tudo o que aprendi no meu estágio e comecei a busca. Até abri uma issue em uma das iniciativas do frontendbr, o Me Contrata.

Até que eu achei uma vaga em um grupo de desenvolvedores de Sergipe, sendo assim não precisaria me mudar. Tive receio em enviar o CV por causa da quantidade de requisitos, mas me lembrei de um post do William Oliveira no blog dele.

SOBRE OS REQUISITOS PARA VAGAS DE EMPREGO FRONT END (E OUTRAS ÁREAS TAMBÉM
Link: https://woliveiras.com.br/posts/requisitos-para-vagas-front-end/

O processo foi bem rápido, 2 dias depois de enviar o CV eu já estava fazendo a entrevista. Foi tudo muito tranquilo, me perguntaram sobre as skills que eu afirmava conhecer, que estavam no LinkedIn. Eles já estavam há um tempo procurando um dev Front End e o meu perfil foi o que tinha encaixado melhor, na mesma entrevista já ficou certo que a vaga era minha.

Me despedi dos colegas e amigos do estágio e na mesma semana eu comecei a trabalhar como desenvolvedor Front End!

Sentimentos e metas

Estou há 8 meses nesse emprego, me sinto muito feliz na minha vida pessoal e profissional, conheci pessoas incríveis e estou aprendendo muito há cada dia que passa. Sinto que esse caminho que estou percorrendo vai me trazer muito mais coisa boa ainda.

Meus planos para 2019 são bem simples:

  • Compartilhar o que já aprendi
  • Aprimorar as minhas soft skills
  • Ler mais livros
  • Cuidar mais da saúde
  • Compartilhar mais tempo e amor com a família e amigos

Obrigado!

--

--

Front End Developer — Pseudo Cinéfilo — Indie Rock ❤

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store