Minhas dicas de produtividade

Alguns dias atrás um amigo me mandou essa DM no Twitter:

Sinceramente, não acho que eu faça algo de especial, mas achei interessante escrever este post como um incentivo para que outras pessoas compartilhem suas dicas de produtividade.

Eu posso resumir o que eu faço em três tópicos: listas, anotações e rotina. O que isso significa?

Listas

Com o passar dos anos aprendi que meu cérebro não é nada bom em controlar diversas coisas ao mesmo tempo. Se eu não me controlar sou facilmente distraído e perco o foco do que preciso fazer. Para evitar isso eu anoto tudo o que precisa ser feito em listas de tarefas, o mais rápido possível.

Eu testei diversas técnicas como a Matriz de Eisenhower, Bullet Journal e até usar a linha de comando para gerenciar minhas tarefas. Mas percebi que eu passava muito tempo trocando de ferramentas (Trello, Wunderlist, Noteplan, 2Do, etc) e para resolver isso elenquei as funcionalidades mais importantes (estar sempre acessível, ter lembretes sonoros, divisão por projetos) e acabei adotando o próprio Reminders da Apple. Assim que eu pensar em uma tarefa a ser feita eu anoto via celular, computador ou até falando com a Siri (útil quando você está dirigindo e percebe que esqueceu de comprar areia para o gato…).

Já posso marcar como completa a tarefa deste post :)

Anotações

Como comentei, minha memória não é muito confiável, então eu anoto tudo. O que foi decidido em alguma reunião, comandos do Linux/Mac, snippets de código, consultas complexas de bancos de dados, rascunhos de posts e palestras. Também testei várias ferramentas e para selecionar uma eu elenquei as funcionalidades mais importantes (estar sempre acessível, suporte a markdown, consulta rápida, organização por projetos ou tags) e optei pelo Bear. É preciso pagar uma assinatura para ter acesso aos recursos completos, mas vale os U$ 14.99 anuais. Se a Apple incluísse o suporte a markdown no aplicativo nativo de notas eu trocaria na hora, mas enquanto isso vou usando o Bear como extensão da minha memória.

Rotina

Escrevi sobre isso alguns anos atrás e novamente algum tempo depois. Ultimamente algumas pessoas tem falado bastante sobre o 5am club e as vantagens em acordar as 5 horas da manhã todos os dias. O que eu acredito tem semelhança com este argumento, mas não necessariamente acordar as 5am vai automaticamente tornar qualquer pessoa o próximo Steve Jobs. O importante é conciliar dois fatores: o conhecimento de como seu corpo funciona e a sua realidade.

Com a experiência eu observei que eu sou mais criativo nas primeiras horas do dia, antes das 9:00. E meu ânimo tem uma queda drástica nas primeiras horas da tarde. Com isso em mente eu tento organizar o meu dia para favorecer esse ciclo. Eu acordo as 7 e uso as duas primeiras horas do dia para escrever posts e palestras, anotar ideias para algum projeto ou produto que esteja trabalhando. E, se possível, marco as reuniões para antes do meio dia ou ao final da tarde, depois que meu ânimo voltou ao seu normal. Tento reservar as primeiras horas da tarde para tarefas mais repetitivas como responder e-mails, revisar algum texto ou pull request, etc.

Claro que ninguém tem controle total sobre o seu tempo, por isso eu preciso ter consciência que vou precisar ajustar as agendas com colegas, clientes, amigos, família (sou eu quem leva e busca a Alice na escola por exemplo). Mas o fato de conhecer meu ritmo me ajuda a não ficar bloqueado em alguma tarefa criativa, por exemplo, as 13:30, porque sei que nada de muito inventivo vai surgir neste horário.

Como eu disse no começo, nada de especial :) Mas espero que este post incentive outras pessoas a compartilharem suas dicas, pois é um assunto interessante e útil.


Originally published at eltonminetto.net on August 21, 2018.