Pensando…..

Penso, lanço tudo ao vento, paro e destruo o tempo, não consigo viver perto dos grandes movimentos, sou o “Eu”, e os outros membros, vivo no isolamento, pairo onde não me prestam sentimento, não sofro por contentamento, olho para o céu de onde vem todo o meu afastamento que me faz lembrar que nenhum sofrimento vale mais que a eternidade que me foi deixada por juramento.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated La ruina anarquista.’s story.