Nós

Eu sou feito de nós.

Nós que representam
Todas as coisas
Que já interagiram comigo

E meu trabalho constante
É desmanchar esses nós
Antes que fiquem
Apertados demais

E por muito tempo eu consegui
Até que a primeira deixou
O seu nó tão apertado 
Que eu não conseguia desfazer 
De jeito nenhum.

A princípio eu fiquei nervoso
Mas depois eu aceitei
Convivi com ele
Tornei ele parte de mim

Tudo isso até ela puxar a linha e ele se partir.

A dor de um nó partido
Me consumiu por tanto tempo
Que me fez aprender a lição

E aqui, na noite de fim de ano
Lembrando de certos momentos
Na praia de boa viagem
E escutando Black no meu celular

Olho para dentro de mim
E acho nós mais apertados do que nunca
Prontos para se partir
Antes mesmo de eu piscar

De que adiantou aprender a lição, então?
O que você está fazendo, garoto?
Repito, de que adiantou?

Tudo apenas para ver
O que vou me tornar

Um homem cansado
Com seus nós desgastados
Com um coração desacreditado
Pronto para um final
Destroçado.