Em uma mesa qualquer

Em uma mesa qualquer de bar,

ali te fitava os olhos,

ali me embebedava em sonhos.

E você, sem perceber,

ou talvez percebendo,

fez-me perder meus pudores,

esquecer outros amores,

enfrentar os meus medos.

Ali,

diante de ti,

você me deixou nua,

diante de todos,

no meio da rua,

eu que mentia para mim mesma,

que fingia não sentir nada,

passei a ser tua.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.