Pra que rimar amor e dor?

O amor me rasga. Quando respiro, o peito dói porque o coração já me preenche inteiro. Não existe pensamento que afague, muito menos ação cirúrgica.

Somos nós dois, de mãos dadas, em queda livre. O que nos espera no final? A terra, pronta pra nos abraçar e acalmar? Um concreto feito de uma mistura de cimento e incertezas? Nada importa.

Estamos aqui, agora.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.