Quero me mudar para SP #2

Sim.

Desde que visitei a cidade pela primeira vez, em março de 2016, sinto muita falta de todo o cinza melancólico que ainda enxergo quando penso no futuro. Faz falta pelas imensas oportunidades que enxerguei naquela cidade feia, suja e com gente mal encarada.

Dessa gente eu prefiro não comentar muito, pois carrego muita similaridade. Mesmo que a sujeira tenha conexão direta com essas pessoas, já ouvi relatos demais de conhecidos defendendo isso como um exoterismo da cidade, que esconde na Augusta alguns de seus maiores chamarizes — sim, quando digo sujeira, me refiro especificamente a esse ponto tão estranho da cidade.

O engraçado é que mesmo nesses momentos mais repugnantes, SP é incrível. Ela inspira cansaço, expira insônia e transpira criatividade. Sim, essa cidade desperta criatividade em mim.

Por essas e por outras que não vejo a hora de voltar para lá, me infectar novamente com essa bactéria existencial e experimentar mais desse asco dúbio.

Sim, quero me mudar para SP, e logo.