Seco #1

Não sei fazer poesia, mas volta e meia brinco de rimar.

Esqueço das vírgulas, acentos.

Às vezes esqueço sobre o que ia dissertar.

Esqueço de pontuar, espaçar, e a frase se estende tanto, parece que esqueci o que tinha pra falar.

Nem mesmo aprendi a diagramar.

A coerência também nem sempre aparece, detalhe grande que quem escreve, esquece.

Ainda mais sobre assuntos que desconhece.


É, poesia mal feita é irritante, suja — e qual é o problema?

Já me disseram que é errando que se aprende, ainda mais sendo julgado por tanta gente.