Programando do outro lado do mundo!

Sim, sou eu no centro da foto :)

Este post já deveria ter acontecido há algum tempo, mas sabem como é… Trabalho, trabalho e mais trabalho! :P

Vamos ao que interessa! Estou envolvida em um projeto muito maneiro (sem spoilers!) e, por esse motivo, tive a sorte de viajar a trabalho para Shenzhen, na China, e viver uma das experiências mais legais que eu poderia ter na minha carreira de programadora: pair programming com um desenvolvedor iOS que não fala o meu idioma e que é de uma cultura totalmente diferente da minha. A recíproca da situação era totalmente verdadeira uma vez que eu também não falo o idioma dele e venho de outra cultura.

Para quem não sabe, pair programming é quando dois desenvolvedores trabalham juntos em um mesmo computador, geralmente um escrevendo código (controlador) e o outro revisando (observador) e as posições se alternam ao longo do processo. Essa técnica tem como objetivos tornar o desenvolvimento mais ágil, facilitar a comunicação e o compartilhamento de conhecimento e, no nosso caso, foi fundamental para o sucesso da missão.

Inicialmente, éramos dois estranhos aparentemente incapazes de estabelecer uma comunicação sem ajuda de outras pessoas traduzindo aquilo que eu falava para o mandarim e o que ele falava para o inglês. A maioria das pessoas envolvidas nas primeiras traduções não era de TI e/ou não dominava o jargão técnico… Mas estávamos na frente do computador e, com o perdão dos românticos, existe uma linguagem universal que não é o amor: é o código! :) Claro que também abusamos do Google Tradutor mas, apesar de sua comprovada eficiência, nem ele conseguiu traduzir corretamente, por exemplo, o termo “delegate” no contexto adequado àquela finalidade. Nós dois entendemos a tradução bizarra ao mesmo tempo e, por isso, o “idioma” que prevaleceu entre nós foi o Objective-C com direito a muitos gestos, exclamações universais e dedos na tela. Em apenas cinco dias, saímos do status de dois estranhos para dois desenvolvedores que concluíram um trabalho juntos com direito a um pequeno tempo para falar de política, religião e curiosidades sobre nossos respectivos países.

As lições aprendidas? Incontáveis! Das mais técnicas às mais humanas, principalmente a comunicação. Bônus track: perceber que outro desenvolvedor iOS também passa pelos mesmos perrengues que eu passo no dia-a-dia e que ele também curte Objective-C foi reconfortante! Não, gente, o Swift ainda não ganhou o meu coração… Nem o dele! :P

Fica aqui o meu sincero agradecimento ao pessoal do Grupo Technos por essa oportunidade incrível ❤