Você é conservador, mas (ainda) não sabe

Quando descobri o pensamento conservador, tive duas sensações: a primeira, que eu era completamente ignorante e equivocado sobre o assunto, e a segunda, que um Universo que se abria diante de mim. Passei por experiência semelhante quando descobri o universo da música, que se abriu de maneira arrebatadora, uma sensação de que algo veio para ficar.

Assim como a maioria das pessoas, especialmente no Brasil, onde a representação da direita é feita por trogloditas como Feliciano e Bolsonaro, tinha uma ideia muito distorcida e preconceituosa do que é o conservadorismo. A própria menção da palavra conservadora já acionava uma ligação automática com algo ruim e aversivo. Minha concepção era que conservadores buscam apenas preservar, não curtem mudanças, extremamente religiosos, querem atrasar mudanças positivas, anti-homossexuais, etc. Tudo errado. Aqui, compartilho 10 provocantes motivos, do porquê você também é conservador, mas ainda não sabe. :p

  1. Meu primeiro choque foi entender que o conservadorismo é mais um pensamento, uma visão de mundo, do que uma práxis política. O foco não é mudar o mundo, mas que a partir da sua maior compreensão, podemos viver da melhor forma possível. 
    Se você acredita que um amor possível é melhor que um amor ideal, você é conservador.
  2. Conservamos aquilo que amamos, e quando o que amamos está sob ameaça, aciona-se a reação conservadora, para preservar o que é bom no presente, não no passado. No fluxo do Universo, mudanças boas e negativas são inevitáveis. O principal preocupação do conservador político é frear as negativas.
    Se você defende a preservação ambiental, e é contra exploração por grandes empresas, você é conservador.
  3. O todo sabe mais que as partes. Conservadores acreditam que o conhecimento acumulado por gerações, tentativas e erros, etc, possuem maior probabilidade de acerto do que indivíduos sabichões. 
    Se você prefere um conselho gerindo o seu condomínio, do que uma pessoa, você é conservador.
  4. Conservadores acreditam que quem veio antes, possui mais direitos de quem veio depois, por isso o profundo respeito às tradições. Quebra de tradições é uma violência a uma longa construção, a qual a geração mais nova não sabe nada a respeito. 
    Se você acredita que a sua mãe deve ser soberana na casa dela, você é conservador.
  5. Conservadores preferem o mal conhecido do que o mal desconhecido. O mundo é louco, e temos uma necessidade natural de proteção. Quanto mais compreendemos os problemas, mais temos chances de superá-lo. 
    Se você acha que possui mais chances de desviar de um golpe olhando o ataque do que fechando os olhos, você é conservador.
  6. Conservadores tem pavor de utopias, desconfiam de promessas, e acreditam que, assim como tudo na natureza, as boas mudanças são graduais e consistentes. 
    Se você nunca mudou da água para o vinho, e suas maiores conquistas foram frutos de um gradual esforço e pequenas vitórias, você é conservador.
  7. Um conservador acredita que é mais fácil destruir do que construir. Coisas boas são valiosas pois envolveram muita dedicação para serem construídas, e devido a sua fragilidade, precisam ser protegidas.
    Se você investe na segurança do seu filho, você está sendo conservador.
  8. Conservadores apreciam a moderação entre todos os aspectos da vida em sociedade. Um pensamento necessariamente diverso e inclusivo: abrange religião, moralidade, igualdade, autoridade, liberdade, que tendem a iguais valorizações. Se você acredita que a busca por equilíbrio tende a ser mais sustentável do que a busca por extremos, você é conservador.
  9. Conservadores acreditam em uma moral transcendente, por isso a sua relação com espiritualidade. Um ser humano moral não deve responder apenas à moral da sociedade em que está inserido, ele responde a valores universais, que transcendem meras convenções temporais e sociais, como justiça, beleza, amor. 
    Se você deixa de fazer um crime, mesmo na falta de punição, você é conservador.
  10. Conservadores acreditam na imperfectibilidade humana, e que o seguro morreu de velho. Se o ser humano é imperfeito, precisamos controlá-lo e regular suas ações para impedir prejuízos. Se você já foi desonesto alguma vez, e acredita que autoridade é um mal necessário, você é conservador.

Espero que esse post tenha te provocado o suficiente para te levar a investigar mais o vasto e belo universo do pensamento conservador. Na minha experiência e observação, a medida em que evoluímos como pessoas, é natural que a visão conservadora de mundo vá aflorescendo. Ser conservador não é difícil, pois é algo natural à nós, e afirmo sem medo, que antes da revolução francesa, todas as culturas do mundo tendem a visão conservadora de mundo. Por isso insisto e brinco, que apesar da propaganda contrária, você e todos nós, somos conservadores.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Erik von Behr’s story.