Primeiros passos no Laravel 5 - Instalando

Todos sabem que sou amante de frameworks de todos os tipos, não escondo de ninguém, uso os full-stacks e os micros todos os dias e não paro de me surpreender, a cada novo framework testado descubro coisas novas e aprender é fantástico pra mim (e deveria ser pra você).

Um dos pontos mais legais é a interoperabilidade que o PHP-FIG tem trazido para o PHP, eu posso instalar a maioria dos frameworks que curto usando apenas uma ferramenta, o Composer.

Requisitos mínimos

Para instalar o Laravel 5 você vai precisar:

  • PHP >= 5.4
  • Mcrypt PHP Extension
  • OpenSSL PHP Extension
  • Mbstring PHP Extension
  • Tokenizer PHP Extension

Além disso você precisa do Composer, se você não tiver ele configurado globalmente (ou seja, baixou no diretório atual), apenas troque composer por php composer.phar nos comandos abaixo.

Instalando o Laravel 5 com Composer

Um recurso muito legal do Composer é o create-project, ele é um atalho ao git clone que, além de clonar um repositório, já da um composer install nas dependências e é usado por diversos frameworks para baixar um esqueleto da aplicação. Não entendeu?

Vamos ver na prática?

composer create-project laravel/laravel --prefer-dist

Quando usamos o create-project ele diz ao Composer para acessar o pacote laravel/laravel no Packagist (https://packagist.org/packages/laravel/laravel) e baixar para o diretório do projeto (não dentro de vendor, como faz com as dependências, fora), o prefer-dist diz para baixar uma versão compactada do pacote em questão (o esqueleto do Laravel 5, neste caso), na maioria das vezes (incluindo esta, do Laravel) uma versão estável.

Assim que o processo de baixar o esqueleto termina, o Composer da um install e baixa todas as dependências, note que no repositório não existe um diretório vendor, ele é criado neste momento.

Configurações iniciais

Para começar de verdade precisamos fazer algumas configurações simples, como banco de dados e a chave de segurança.

A chave de segurança já deve ter sido criada, de qualquer forma não custa dar uma conferida no arquivo .env na raiz da sua instalação (linha 3).

APP_KEY=aqui_deve_ter_uma_string_com_32_caracteres_azAZ0–9

Outra coisa que devemos configurar é o banco de dados, também no .env (linhas 5 a 8)

DB_HOST=dev.local
DB_DATABASE=laravel_primeiro_projeto
DB_USERNAME=root
DB_PASSWORD=123

Prontinho, feito!

Scaffolding de usuário

O Laravel vem com o registro e autenticação de usuários já prontos, você pode utilizar ou remover, fica a seu critério.

Para remover basta rodar o comando a seguir:

php artisan fresh

Para utilizar você precisa gerar as tabelas do banco, pra isso usamos o Migration, é simples também:

php artisan migrate

O Laravel vai criar todas as tabelas necessárias no banco de dados.

Acessando no navegador

O Laravel já vem pronto para o PHP Built-in Server e é bem simples de se usar, basta rodar:

php artisan serve

Ao rodar este comando o Laravel na verdade executa o PHP Built-in Server com a seguinte configuração:

php -S localhost:8000 ”caminho_ate_a_raiz_do_laravel” /server.php”);

Para acessar no navegador http://localhost:8000.

Parabéns e bem vindo ao Laravel 5

Conclusão

O Laravel 5 veio recheado de tecnologias e práticas modernas do PHP, o que ajuda a ter um início descomplicado e uma integração maior com componentes PHP atuais, é uma forte escolha por aqui para projetos que precisem de desenvolvimento rápido (prazo) e estruturado.

Continue estudando

Logo vou lançar mais artigos sobre Laravel, mas por enquanto você pode continuar com estes:

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.