Feliz Agosto Novo

Eu nunca tive o hábito de considerar o dia primeiro de janeiro uma virada. Apesar de ser o mês do meu aniversário, nunca crio resoluções, planos e expectativas. É só mais um mês.

Agosto é o meu mês favorito. Em agosto iniciei nos empregos que mais gostei, tomei as decisões mais importantes e me reinventei uma, duas, três vezes.

É o meu mês de recomeço. Mês em que eu sempre precisei ser forte, em que tomei decisões que mudaram drasticamente a minha vida e segurei ondas maiores do que um Tsunami.

Levei o último ano aos trancos e barrancos, tirei os pés do chão e me permiti alguns deslizes. Por algum tempo deixei de lado a realidade, todo o planejamento e vivi um dia após o outro. Como seria se não houvessem erros com os quais aprender? Faz parte do processo.

É hora de tirar do armário velhos planos, colocar na caixa o que não me serve mais e executar as novas resoluções. Cuidar do corpo, do espírito e da saúde mental, coisas que há muito venho me devendo.

Já posso me permitir mudar.

Agosto novo, vida nova.