Vem cá, deixa eu te contar algumas verdades sobre relacionamentos que ninguém te contou.

Eu o conheci pelo facebook. Se não fosse por essa rede social, seria pelo Tinder. Eu não sou muito boa (ou sortuda) para conhecer pessoas pessoalmente. Fui criada para me interligar com as pessoas primeiro pela internet, depois pessoalmente. Enfim.

Começados a namorar do nada. E todo o nosso relacionamento foi deveras efêmero. Eu poderia me prolongar sobre, mas não quero expor a pessoa e sim a situação em questão.

Aprendi diversas coisas com esse relacionamento, que preciso relatar aqui:

  • Não baseamos nossa felicidade no relacionamento, outrora, se tivéssemos feito isso, estaríamos preso a esse romantismo barato ala Nicholas Sparks;
  • Decidimos ficarmos gratos por tudo o que ocorreu, pela oportunidade de ter dividido parte de nossas vidas ao outro;
  • Agora possuímos partes um do outro em nossa própria essência. E nenhum relacionamento ou pessoa poderá tirar isso de nós.

Alguns devem estar pensando que nosso namoro não deu certo, mas deu certo até certo ponto.

Não estamos tristes, nem nos tornamos inimigos mortais um do outro. Somos amigos e confidentes. Mantemos a mesma transparência e companheirismo que tínhamos em nosso relacionamento.

Estou muito mais feliz solteira. E ele também. Decidimos seguir nosso rumo de forma individual.

Do hiato começamos e do hiato terminamos esse relacionamento. Ta tudo bem, estamos felizes. E no final, isso que possui relevância: a nossa própria (e real) felicidade.


Escrevedora