Por que RuPaul’s Drag Race é tão viciante?

Perucas, roupas, apresentações, desfiles, maquiagem e muita, mas muita fita adesiva constroem um dos reality shows mais populares dos EUA e indicado ao Emmy Awards

RuPaul’s Drag Race / divulgação web

Para quem não conhece, o reality show RuPaul’s Drag Race, produzindo pela WOW Presents e exibido pela LogoTV, é uma competição de drag queens liderado por RuPaul. As participantes da “corrida de drag” são confinadas e, semanalmente, testadas em desafios de dança, atuação, costura, stand-up, entre outros segmentos do show business. No fim da temporada restam apenas três competidoras que disputam o voto unanime de RuPaul. A vencedora leva um prêmio de cem mil dólares, uma coroa e o título de America’s Next Drag Super Star.

Para quem é fã: A 9ª temporada de Drag Race foi renovada para 2018.


O mundo de RuPaul’s Drag Race…

RuPaul em poster promocional do reality show RuPaul’s Drag Race

Quem entra geralmente não consegue mais sair. O motivo é que você não fica viciado apenas na série. Além de modelo, apresentador e produtor de TV, RuPaul Charles é um mega empresário. Isso faz com que a série “Drag Race” tenha vários spins-offs (como se fossem ramificações de uma série principal, no caso Drag Race). Uma delas é o “RuPaul’s All Stars Drag Race”, que neste ano terá sua segunda edição. Neste spin-off, RuPaul convida dez participantes que já estiveram presentes em outras temporadas, para disputar novamente pela coroa. Além do All Stars, Ru apresenta vários outros programas como “RuPaul’s Drag U”, “Gay for Play”, “Skin Wars” entre outros. É comum que as mesmas participantes transitem entre esses programas, fazendo com que nós, telespectadores, criemos uma afinidade e uma ligação com elas, ficando cada vez mais viciados.

Raja, vencedora da 3ª temporada e Raven, finalista da 2ª, no “Fashion, Photo, Ruview”

Várias participantes do Drag Race, após o término da temporada, aparecem em webshows no canal do youtube da WOW Presents, produtora do programa. Na foto acima, Raja, vencedora da terceira temporada e Raven, segunda colocada da segunda temporada. Ambas apresentam o programa “Fashion, Photo, RuView”, que faz análises dos looks das participantes do reality. Outras queens como Bianca del Rio, Katya e Trixie Mattel também apresentam webshows. O programa abaixo é de Alyssa Edwards, participante da 5ª temporada. Sharon Needles, convidada especial deste episódio, é a vencedora da 4ª temporada.

Outro jeito de se manter conectado com a drag queens é ouvindo suas músicas. Muitas participantes lançam CDs após a participação no reality. O próprio RuPaul lança quase um CD por ano.


Aceitação é a palavra

Durante os episódios as participantes devem produzir seus próprias roupas, por isso, todas ficam no mesmo espaço e conversam sobre diversos assuntos que vão muito, mas muito além de roupas e maquiagens. Aceitação, segredos e histórias de superação fazem da série um aprendizado para quem assiste.

Kim Chi participou da 8ª temporada de RuPaul’s Drag Race e ficou entre as 3 melhores competidoras da temporada

Logo no primeiro episódio da 8ª temporada, o “Keep it 100!”, Kim Chi relevou que seus pais não sabiam que ele fazia drag e ainda afirmou não ser o “exemplo de filho asiático” que sua mãe merecia ter.

Kim Chi foi referência em criação de looks e maquiagem na 8ª temporada, o que a levou para o top 3, junto com Bob The Drag Queen e Naomi Smalls. No último episódio da temporada, RuPaul convidou Kim Chi para ir à sua casa e contar a sua mãe que ele fazia drag.

Monica Beverly Hillz, participante da 5ª temporada, ao lado de Detox.

Durante as críticas dos jurados, Monica Beverly Hillz revelou ao público que guardava um segredo. Após RuPaul questionar qual era o segredo, Monica revelou não ser apenas uma drag queen e sim uma mulher transgênero.

Outras participantes do reality como Jiggly Caliente, Carmen Carrera e Sonique também revelaram serem mulheres transgêneros, porém não durante a exibição da temporada.

Trinity K. Bonet na final da 6ª temporada

A participante Trinity K. Bonet, da 6ª temporada e Ongina, participante da 1ª temporada, revelaram ser portadoras de HIV durante a exibição do programa.

Latrice Royale no dia de sua eliminação na 5ª temporada

A Miss Simpatia da 5ª temporada, Latrice Royale, revelou ter sido presa. Emocionada, lembrou que enquanto estava na cadeia sua mãe faleceu e ela não foi liberada para o enterro.

Bob The Drag Queen já foi presa, montada, durante uma parada gay

Bob The Drag Queen, vencedora da 8ª temporada, revelou ter sido presa em uma parada gay enquanto militada pelos direitos LGBT. A participante ainda revelou ter sido levada para a delegacia enquanto estava vestida de drag queen.

Bob fazia parte de um grupo chamado ‘Drag Queens Wedding for Equality’. Esse grupo realizava cerca de 12 a 20 casamentos gays na Times Square, em Nova Iorque, a cada fim de semana. Segundo Bob, ela e outros participantes de seu grupo foram presos enquanto estavam militando com uma faixa escrito “Estados Unidos exige o casamento gay!”.

Conversas sobre brigas em família, intolerância e preconceito são comuns entre os participantes. Contrapondo isso…

Tempest DuJour, participante da 7ª temporada e filho

Patrick Holt, interprete de Tempest DuJour, participante da 7ª temporada, é pai de um menino e segundo ele, muito bem casado.

Tyra Sanchez, vencedora da 2ª temporada de RuPaul’s Drag Race

Tyra Sanchez, vencedora da 2ª temporada de Drag Race, também revelou ser pai do pequeno Jeremiah. Durante a temporada, Tyra revelou outras dificuldades. Em um dos episódios contou que não tinha onde morar. Após ser questionada por outra participante, contou que dormia com seu filho, de favor, no sofá da casa de uma amiga.


“Meu show, minhas regras!”

RuPaul durante o episódio “Shade: The Rusical” da 6ª temporada

RuPaul’s Drag Race é um programa independente, ou seja, não é de responsabilidade de LogoTV. RuPaul é o apresentador, produtor e produtor executivo do show. O programa é dele. Ele, através de seus patrocinadores, paga a WOW Presents para produzir e a LogoTV para exibir, o que faz dele um “ditador” dentro do Drag Race, não há quem possa parar RuPaul.

I’ve consulted with the judges, but the final decision is mine to make”

Muitas vezes o apresentador foi criticado por suas escolhas e já soltou a poderosa frase “Meu show, minhas regras!”, que deixa claro que ele decide tudo, desde a música do Lip Sync até quem vai ganhar o reality. Não há votos populares, não há influencia de ninguém. Isso, muitas vezes, irrita os fãs da série, mas, ao meu ver, deixa ainda mais instigante entender qual é o ponto de vista de RuPaul Charles.


REVIRAVOLTAS!

Como um bom entreteiner, RuPaul sabe fazer o jogo ter reviravoltas…

Chad Michaels e Dida Ritz chocados com a expulsão da drag queen Willam, na 4ª temporada

A cada semana RuPaul manda uma drag queen embora. Essa é a regra do jogo. Após uma apresentação de lip sync (dublagem), Ru escolhe quem deve ir embora e quem deve permanecer. Mas…

RuPaul mandou duas participantes embora pela primeira vez na 4ª temporada. Vivienne Panay e Honey Mahoganey foram as primeiras a passar por uma ‘dupla eliminação’. Isso só foi ocorrer novamente no segundo episódio da 8ª temporada, com Laila McQueen e Dax ExclamtionPoint.

Outra reviravolta (pra mim, a maior de todas) foi quando RuPaul, do nada, expulsou Willam Belli da competição. Willam era uma das participantes preferidas do público e uma das que tinha mais chances de chegar ao top 3. Essa foi a primeira e única vez que RuPaul expulsou uma participante por quebrar as regras. O fato aconteceu após a dublagem de Phi Phi O’Hara e Sharon Needles, que nesta semana, foram salvas.

No último episódio da 4ª temporada, RuPaul convidou Willam ao palco para se explicar. O motivo de sua eliminação foi que durante o confinamento, Willam recebeu visitas de seu namorado, o que é proibido segundo as regras do programa.

> RuPaul’s All Stars Drag Race, o campeão de reviravoltas!

Como spin-off do Drag Race, o All Stars tem algumas mudanças nas regras.

Na primeira temporada, em outubro de 2012, as 10 drag queens convidadas não competiram sozinhas e sim em duplas. Tiveram que trabalhar em todos os desafios em duplas. Foram julgadas e eliminadas sempre em dupla. Por este motivo, o All Stars 1 teve apenas 6 episódios.

Na final do All Stars 1, quando restasse duas duplas (quatro participantes) a dupla perdedora do desafio precisaria dublar entre si e quem continuasse, iria para a final como o top 3, aí neste momento, todas competindo sozinha. Porém ninguém esperava que a dupla de melhores amigas Raven e JuJubee, ambas da 2ª temporada, teriam que dublar, disputando a última vaga na final. Embaladas pela música “Dancing On My On”, as melhores amigas fizeram a dublagem mais triste e melancólica da história do Drag Race. Mal conseguiram se mexer.

Foi quando RuPaul surpreendeu todos com a frase “Vocês me deixaram sem escolhas. Raven… JuJubee…Vocês duas ficam! Foda-se, nós temos um top 4!”. Foi a primeira vez que o reality teve quatro concorrentes para a coroa. Quem levou a melhor foi Chad Michaels, originalmente da 4ª temporada. Mais uma vez, Raven amargou no 2º lugar.

> All Stars 2: Duble pelo se legado!

Quando foi lançado o trailer da segunda temporada de All Stars, RuPaul dita uma nova regra: pela primeira vez não serão as piores que dublarão e sim as melhores. Quem vencer o lip sync escolherá uma participante para ser eliminada.

A segunda temporada de All Stars tem estreia marcada para o dia 25 de Agosto, quinta-feira.


Conclusão

É preciso assistir para entender. Quem acompanha é arrebatado por personalidades, carismas, egos e histórias. É possível aprender assistindo RuPaul’s Drag Race. Para quem quer enxergar, o programa traz uma mensagem de amor e aceitação.

Bianca Del Rio e Adore Delano, ambas participantes da 6ª temporada de RuPaul’s Drag Race

Da temporada perdida até o All Stars 2, RuPaul’s Drag Race conquista fãs ao redor do mundo. Humor, drama, emoção e muitas vezes, um tapa na cara. É isso que faz ficarmos, toda semana, esperando por um novo episódio.

Podemos concluir que o Drag Race vai muito além de só mais um reality. Ele nos abraça de todos os lados. De uma forma ou de outra você vai acabar se apaixonando.

Like what you read? Give escrevinhador a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.