Nem uma mais.

eu estou EXAUSTA.

E X A U S T A. Exaurida.

Eu nem me considero militante. Dessas profissionais, como dizem. Não me sinto e nem estou apta a falar sobre tudo, até pq HAJA opinião e vernáculo. Opto por apoiar as minas que precisam, passando pra frente todo apoio e suporte emocional que me deram quando precisei, pq isso sim me fez forte; me fez forte e eu sigo em frente pq não sou sozinha.

Mas CANSA. Cansa pq TODO DIA É A MESMA MERDA. Todo dia tem notícia de mulher sendo agredida por ex-marido, todo dia é notícia de amiga que foi assediada, todo dia é amiga que sofre assédio psicológico do pai dos filhos. TODO. DIA.

Não tem folga, tá ligado? É todo dia. E não é com o vizinho, não é no jornal, não é na arábia saudita. É aqui no meu quintal mesmo, com um monte de gente com quem tenho vínculo afetivo envolvida.

Mas tem nada não. Eu vou dormir, vou descansar, vou refletir e procurar as palavras certas e amanhã eu volto.

E é por mim. É por minha irmã, minha amiga. Por minha filha. NEM UMA MAIS. No que depender de mim, NEM UMA MAIS.

Sigamo.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.