Apelido na fila da escola

“Estevão “Esquisito” Ribeiro. Um cara, duas séries acima, me sacaneava porque eu orava o “Pai Nosso” na escola de olhos fechados, como se fazem os evangélicos.

– Olha o cara dormindo! Vai dormir em casa, esquisito.

Da última vez que vi o cara foi há uns dez anos.

Ele estava engraxando sapatos no Shopping. É um ofício digno, mas acredito que estava muito longe de suas expectativas.

Eu tenho trabalhado no que sonho a vida inteira, mesmo que algumas vezes tenha que adaptá-lo às expectativas.

E continuo orando o “Pai Nosso” de olhos fechados.”

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.