Prepare seu coração — e sua cabeça — para a Arena Zum

por Felipe Abreu — editor da OLD

Serão quatro noites incríveis de discussão em imagem, produção visual e narrativas. O espaço coordenado por Thyago Nogueira — editor da Zum — receberá conversas poderosas nas quatro noites de festival, com nomes como Bárbara Wagner, Paz Errázuriz, Felipe Russo, Horacio Fernández, Laia Abril, Maureen Bisilliat, Gabriel Mascaro, Oscar Muñoz, entre outros.

Paz Errázuriz

As conversas, com cerca de uma hora e meia de duração, serão apresentadas aos pares e irão ocupar as noites do Valongo no Teatro Guarany. Não tem como não sair com a cabeça fervendo de ideias, dúvidas e novidades.

Os temas abordados variam entre arte e política, questões de gênero, documentação urbana, fotolivros, feminismo, cinema e o campo expandido na fotografia. São convidados de extensa experiência em suas áreas e o formato das apresentações, sempre com mais de um artista presente, promete conversas acaloradas.

Felipe Russo

A Arena se encaixa muito bem dentro da proposta do Valongo de expandir a pesquisa em narrativas e processos para além da fotografia. As discussões a serem apresentadas prometem quebrar com ideias rasas sobre o que pode ou não ser feito em fotografia e seu potencial criativo. Há conversas que devem se concentrar nos processos de criação dos artistas presentes, mas o mais promissor deste espaço de ideias é a possibilidade de discutir uma visão mais plural da fotografia, encarando os desafios e possibilidades do meio.

Laia Abril

Com este cenário em mente, me chamam principalmente a atenção as mesas sobre aborto e feminismo, com Laia Abril, Cris Bierrenbach e Bia Abramo, o campo expandido na fotografia, com Oscar Muñoz e Horário Fernandez, e sobre arte e política, com Bárbara Wagner, Ana Lira, Luiza Baldan e Márion Strecker. Todas com temas essenciais para um fazer artístico engajado e consciente dos desafios da criação visual.

Não perca a chance de participar deste rico terreno de discussões e conhecimento visual, venha com caderninho, gravador e ouvidos atentos. Você não se perdoar se deixar qualquer uma dessas potentes conversas.

Oscar Muñoz