Poesiana : a poesia da Mariana


Amor é semente
Amor é presente
Amor é nascente
Amor é pra sempre
Brota um sorriso
Brota uma lágrima
Sabe-se bem disso
É bem uma dádiva
Não veio num laço
Que um pacote introduz
Eu já me embaraço
Não sei como se traduz
Nasci antes, quando soube
Imaginei em meus braços dormir
Alegria que em mim não coube
Não quis e nem pude reprimir
Mariana é agora e pra toda vida
Mariana é já e por cada segundo
Mariana é amor sem nenhuma medida
Mariana é agora todo meu mundo
À Mariana Borges Albuquerque de Oliveira
One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.