A felicidade é inútil

A felicidade é um conceito relativo. Cada um tem o seu próprio significado de felicidade. Mas isso não nos impede de debater sobre o que não é a felicidade e sobre como identificá-la.

Desde pequenos aprendemos a colocar o valor das coisas sempre fora delas mesmas, por exemplo: O valor da escola está em se formar e conseguir uma faculdade. O valor da faculdade está em pegar o diploma e conseguir um bom emprego. O valor do emprego está em conseguir uma promoção. E por aí vai. Nossa vida segue sempre alimentada de uma felicidade e uma grandeza que nunca alcançamos, pois sempre que nos aproximamos dela ela nos escapa. Mas a felicidade em contrapartida tem o seu valor em si mesma, pois não é útil para nada. A felicidade não é um meio para algo, a felicidade é o êxito. Logo a felicidade é inútil.

O que seria a felicidade se não aquele momento em que desejamos que durasse um pouco mais? Se colocássemos o valor das coisas nelas mesmas aproveitaríamos muito mais e seriamos muito mais felizes. Se o valor da faculdade está em aproveitar o conhecimento e fazer um bom networking, você pode ser feliz estudando. Eu não posso te dizer o que te faz feliz, mas arrisco dizer que naquele momento em que você quis que durasse um pouquinho mais, você foi feliz.