As Aventuras de Alice e Bob e Carlos: Um Prompt de Sexta-Feira
Eurritimia
1

As Aventuras de Alice e Bob e Carlos parte II: Entre a Sexta e o Sábado.

No episódio anterior

  • “Oh! Quem é este aluno novo que apareceu? Ele é tão lindo…”
  • “Oi… M… me… me… meu… nome é Alice” “E o meu é Carlos.”
  • “Que tal a gente se encontrar no fliperama depois da aula?” “Você se importa se Alice for junto?” “Não, claro que não!”
  • “Vamos jogar aquele fliperama que simula um jogo de RPG baseado no conceito atual que temos da idade média!”
  • “O paladino é tão bonitinho, escolhe ele!”
  • “Temos de salvar a bela princesa do terrível vilão!”
  • “O que fazem aqui, forasteiros? Sua presença não é bem-vinda aqui.” “Nada de bate-papo, a porrada vai comer AGORA!”
  • “Eu estou morrendo… Foi muito bom lutar com vocês…” “Mas você pode continuar!” “Eu não tenho mais fichas…”
  • “Nada tema. Vou usar meu feitiço de cura avançada pra matar todos eles!”
  • “Não pode se!” “Mas você deveria estar morto… e sem créditos!”
  • “Espere um momento… Bob, o que você está fazendo?” “Matando zumbis, oras. É o que você deveria estar fazendo também!” “Se você continuar assim vai matar Carlos!” “Sim, é o que precisamos fazer.” “NÃO ESTOU FALANDO DO JOGO SEU TROUXA, ESTOU FALANDO DE PESSOAS DE CARNE E OSSO E SANGUE, MUITO SANGUE!” “Mas como assim?” “PARE DE JOGAR UM MOMENTO E VEJA O QUE ESTÁ ACONTECENDO DE VERDADE!”
  • “Acho que dá pra eu jogar mais um pouco…” “Nem pensar!” “Mas estamos tão perto do final…” “Você não tem forças para continuar… e nem créditos.” “Sabem… Vocês não deveriam ficar tanto tempo sem jogar o fliperama, o inimigo está atacando vocês.”

O inimigo atacou Alice e Bob, que quase morreram no jogo. Ninguém reparou que Carlos foi andando até o balcão pedir mais fichas:
Carlos: — Preciso de mais fichas.
Atendente: — Ok, cadê dinheiro?
Carlos: — Coloque na conta daqueles dois — apontou para Alice e Bob.
Atendente: — Aqui estão suas fichas.

Carlos voltou à máquina sem que o atendente notasse ou se importasse com o fato de que acabou de atender alguém com os braços completamente ensanguentados. Para surpresa de Alice e Bob, colocou a ficha na máquina e pode voltar a jogar novamente.

Alice: — Mas seus braços…
Carlos: — Não importa. Temos de derrotá-lo!

Assim Carlos consegue controlar seu personagem no jogo, que ainda é um zumbi (e portanto com todas os status ruins).

Gimel: — Ah, o zumbi está se rebelando contra o mestre? O que eu fiz eu posso desfazer! — o vilão usa um feitiço que destrói o zumbi de uma vez por todas.

Carlos: — AAAAAAARRRRRGGGGGGHHHHHHH!!!!!!!!
Alice: — Não morra!
Carlos: — É tarde demais para isso…
Alice: — NÃO!
Carlos: — Ainda assim… preciso lhe dizer… algo…
Alice: — O quê é?
Carlos: — Eu… — e morreu.

The Arcade is on Fire (imagem ilustrativa)

Agora tudo se resumia a Alice e Gimel. Alice notou que o vilão ia usar um feitiço bem poderoso e se lembrou de que tinha aprendido a magia Feitiço Supremo Da Luz e que era o momento perfeito para usá-la. Mas ela não se lembrava da sequência de teclas.
Bob (desfalecido no chão, sem forças para se levantar): — Cima… Cima… Baixo… Baixo… Esquerda… Direita… Esquerda… Direita… B… A…
Alice: — Bob, você está bem?
Bob: — Não há tempo… Use a sequência… rápido… antes que ele lance… o feitiço…
Alice apertou todas as teclas na sequência e conseguiu usar a técnica fodona. Sua personagem deu um rodopio, uns anjos de branco apareceram, ela jogou os braços para o alto, uma luz caiu sobre Alice e finalmente lançou a magia contra Gimel, que não teve tempo de conjurar nada. O vilão foi derrotado, os anjos sumiram, a tranca da jaula foi aberta, Alice subiu de nível, ganhou misteriosos dinheiros e um breve monólogo se seguiu:

Gimel: — Vocês me derrotaram… Podem levar a princesa… Mas não pensem que tudo terminou… Ainda nos veremos… NO INFERNO MWAHAHAHAHAHA!!!! — e morreu.

Com isso Bob, que estava desmaiado (porém deu o código para a magia suprema assim mesmo) acordou como se nada houvesse acontecido:
Bob: — Parabéns! Você derrotou Gimel! O mundo foi salvo!
Alice: — Menos, por favor. E Carlos, como está?
Bob: — Ah é! Tinha me esquecido dele completamente!
Carlos continuava bem morto.
Alice: — Não pode ser! Mas eu derrotei o chefão!
Bob: — Talvez certas coisas nunca poderão ser mais como antes. Temos de seguir a vida apesar dos contratempos e das dificuldades.
Alice: — Ele era tão bonito…
Bob: — Ele era tão inteligente…
Alice: — Seus olhos amarelos e brancos eram tão brilhantes e cheios de vida…
Bob: — Seus olhos azuis e pretos me faziam suspirar…
Alice: — Adorava como o uniforme lhe caía tão bem…
Bob: — Adorava apertar seu…

Quando Alice e Bob tentaram sair da Diversão Eletrônica, notaram que as portas estavam fechadas e não havia mais ninguém no recinto, nem mesmo o atendente que lhes deu as fichas. Estavam trancados ali dentro até que o expediente voltasse no dia seguinte.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Eurritimia’s story.