Sobre como vim parar aqui e pra onde vou

Parte I

Primeiramente, eu não faço ideia de como vim parar aqui. Sério. Talvez seja pelo fato de que sempre procurei um espaço pra escrever alguns textos legais de minha autoria, e nunca tenha encontrado local digno para isso.

Eu sei que se você ainda está lendo esse texto, deve estar se perguntando “ué, e o tumblr ? E o Twitter ? E os seus blogspots ?” eu respondo: afundaram na deep web, e que Deus os tenham. Para quem não sabe (todos vocês), sempre gostei muito de escrever. Pra caramba. Tudo que não conseguimos expandir por palavras ditas, recorremos a fazê-lo por palavras escritas. Basicamente considero o hábito de escrever, tirar a roupa da alma. Dito isso, esclareço que já tentei ter uns 4 blogspots, 3 tumblrs e mais uma porrada de páginas temáticas nas redes sociais a fora. Já tentei escrever em coluna na escola do ensino médio, enviar artigo pra jornal publicar em meu nome. Nunca deu certo.

De uns tempos pra cá notei em alguns cantos da internet que muita gente tem conta aqui no “medium” e, embora não atualizem frequentemente, lêem bastante coisa. A priori achei que se tratava de mediunidade propriamente dita, porém quando entrei vi que era exatamente o que eu procurava: um local simples pra desnudar meus textos (🎉).

Então se você me acompanhar por aqui regularmente, verá algo que não exibo muito em outros locais da internet, que são MEUS textos, poemas, histórias, contos e fracassos. É uma nova face minha. Não é nada temático, ou seja, não são coisas feitas para rir ou chorar, pensar ou refletir; se você acabar fazendo isso, beleza, senão não tem problema. Esse espaço é só pra desenforcar minha pessoa e mostrar com mais profundidade como eu vejo as coisas no geral.

Dito tudo isso, termina meu primeiro texto que, como diz o título, conta como vim parar aqui. Pra onde vou ? Dormir porque é de madrugada agora e o sistema necessita das minhas habilidades logo mais.

– S

Like what you read? Give Saulo a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.