Desejos ocultos

F oda como eu não consigo

I mpor sobre você o meu ódio

C itar todas as mágoas

A rrancar de mim essa angústia

C hega dessa infâmia

O ntem eu te mandei ir embora

M ostrei que você não tem vez

I nstiguei sua vontade de voltar

G anhei mais uma batalha

O ntem, eu chorei ao bater a porta.

Like what you read? Give Valenttina a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.