5 melhores atrizes de 2015

Minha preferência entre as cinco melhores atrizes do ano de 2015.

5 — Ana Beatriz Nogueira: A atriz vem mostrando segurança e arrasando no papel da amargurada Emília na novela das seis Além do Tempo. O personagem é importante e demanda uma carga dramática fortíssima. Suas cenas com Felipe Camargo também tem muita química.

4 — Marieta Severo: Embora sua Fanny (de Verdades Secretas) tenha perdido importância ao longo da novela por Walcyr ter abordado outros assuntos de maior relevância dentro da trama, Marieta mostrou uma atuação excelente e se libertou em meses da inesquecível Dona Nenê, personagem que a atriz viveu durante 14 anos no seriado A Grande Família

3 — Drica Moraes: Uma interpretação excelente dessa atriz que já provou há anos que é ótima. Carolina em Verdades Secretas foi uma personagem que chamou a atenção do início ao fim, principalmente por sua cegueira em relação a traição do marido. Uma atriz inexperiente faria uma mocinha sem graça e odiada, mas Drica reverteu esse estigma.

2 — Grazi Massafera: A ex-BBB que era odiada por todos principalmente por ter entrado no mundo das novelas sem experiência e recebendo papéis ruins calou a boca de todos em 2015. Sua Larissa em Verdades Secretas foi um pontapé em sua carreira e gerou cenas de gigante repercussão. Todos torciam pela recuperação da modelo Larissa, que havia caído no mundo das drogas. Atuação digna de Oscar.

1 — Irene Ravache: A melhor atriz do ano, de longe. Irene já chamava atenção nas chamadas da novela das 18h com suas frases irônicas e cara de bruxa má. Se na primeira fase de Além do Tempo, ela conquistou o público justamente pela maldade, na segunda, ela comoveu com os dramas de Vitória. Somente na segunda fase é possível listar 3 grandes cenas dessa espetacular atriz. E isso que ainda faltam semanas para o fim da trama.

Menção honrosa: Giovanna Antonelli, a Atena de A Regra do Jogo, Alinne Moraes, a Lívia de Além do Tempo, Paolla Oliveira, a Melissa da mesma novela, e Débora Bloch, a Lígia de Sete Vidas.

A single golf clap? Or a long standing ovation?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.