“…louco será o seu chefe se não valorizar isso…”, estamos rodeados de loucos.
João Luis
1

João, entendo perfeitamente o teu ponto de vista, porém não é só fazer esperando que o reconhecimento daquele chefe (imediato ou não) virá, ainda mais no curtíssimo prazo. Dependendo do tamanho da organização você ainda será visto como o cara que quer tirar o lugar do chefe imediato…
Quando falo isso, falo mais pelo lado do engrandecimento pessoal, do aprendizado com as experiências vividas no caminho, no aprender com os erros e acertos do negócio dos outros para forjar um conhecimento aproveitável para outros negócios, inclusive um futuro negócio pessoal.

Enfim, a minha opinião é sobre sair da zona de conforto e ajudar com o objetivo principal de aprender e se preparar para o futuro, para um empreendimento ou uma recolocação mais valorizada.

Like what you read? Give Evaldo Barbosa a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.