Será que a Bel Pesce aprendeu mesmo a lição?
Bru Paese
1.4K225

Bruna, certa vez eu ouvi um ditado que dizia: “O Inferno está cheio de pessoas bem intensionadas.” Quando estudava administração, um de meus professores me alertou sobre a qualidade de livros, matérias, apresentações mirabolantes e líderes do Otimismo Empresarial. Gente que vive a custas da neurolinguística, as custas da auto-ajuda empresarial, os vendedores de sonhos etc.

No meu íntimo já ecoava muito estranho um ambiente de pessoas com intuito de empreender se ancorar somente no Otimismo Empresarial.

O otimismo empresarial é somente o isqueiro que coloca fogo na caldeira ou na palha.

Se sua capacidade intelectual for de construir uma caldeira e fazer o seu negócio subir a 700 graus ou mais, o isqueiro teve sua importância no processo, agora se sua capacidade intelectual for somente para ascender um punhado de palha, o isqueiro também teve sua importância.

O Marketing nunca construiu um negócio sólido pois, ele, por si próprio não se sustenta sem o Desenvolvimento e Produção de Produtos e Serviços essências ou úteis a um nicho de mercado.

Empreender nunca foi exortação e sim capacidade real de encontrar um trabalho a ser feito que o mercado ainda não o descobriu ou abre espaço a novos entrantes e isso demanda engenharia de processos e produtos que utilizam o Marketing para dizer que sua empresa existe e está apta a captar demandas.

Um grande abraço ;)

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.