Fria janela de um apartamento

Fabio R Morita

Cinquenta metros acima das ruas.

Cinquenta metros acima das pessoas

Cinquenta metros acima de tudo.

Uma queda e eu me apago.

Quantos amigos meus eu já matei?

Gosto de pensar nisso.

No alto inverno paulistano é bom pensar nessas coisas.

Sentado nessa janela há cinquenta metros acima de tudo.

Ouço os sons da cidade, eles me enlouquecem.

Ouço os vizinho de baixo brigando uma briga fria, isso me acalma.

Acendo um cigarro, a fumaça faz belos desenhos pelo ar.

O vento frio do ranço das ruas bate em meu rosto. Que delícia.

Like what you read? Give Fabio R Morita a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.