Seja intelectualmente honesto

E seja feliz. =)

O título é direto e simples, assim como o texto. Começando o tema, acredito que seja fundamental que moldemos nossas crenças segundo os fatos. Caso contrário, agiremos com desonestidade intelectual.

Entendo desonestidade intelectual como negação de fatos concretos (comprovados histórico ou cientificamente).

Logo, a desonestidade intelectual pode ser resumida em afirmações, como:

“O holocausto nunca existiu.”
“A União Soviética não matou dezenas de milhões de pessoas.”
“Foram os negros que se deixaram escravizar.”

Por incrível que pareça, tem gente que repete essas atrocidades.

Logo, se você se considera intelectualmente honesto, comece parando de repetir essas merdas.

E veja como no dia-a-dia você pode agir de forma intelectualmente honesta:

1) Investigue

A verdade tende sempre a vir com mais dificuldade, já informação pronta e mastigada…

2) Questione

A informação é tão importante quanto a sua fonte. Portanto, se o seu interlocutor não está preocupado em verificar a veracidade do que afirma, ignore-o prontamente.

Procure entender os porquês. Não saia repetindo tudo. O animal que faz isso é papagaio.

3) Seja cabeça aberta

Não adianta você dizer que é intelectualmente honesto, se ignora as informações que contradizem as suas crenças.

4) Não estude para reforçar o que você já sabe

Isso é inútil. Estude para aprender coisas novas, aquelas que você não conhece.

5) Coloque os fatos acima das suas crenças

Não molde os fatos conforme suas crenças. Faça o contrário.