Esse artigo foi escrito a fim de disponibilizar uma solução genérica e completa interagindo com Identity do ASP.NET CORE 3.0 usando autenticação JWT (Json Web Token) SEM precisar de toda aquela papagaiada do Entity Framework, DbContext e tabelas do SQL Server.

Image for post
Image for post

O que iremos fazer é algo flexível e genérico que possibilite usufruir autenticação e autorização do ASP.NET CORE mas sem usar a todos os métodos pré-existentes.

Essa é para você que já tem o seu próprio cadastro de usuários (banco de dados ou serviço) e quer usar o Identity do ASP.NET CORE.

Algumas informações importantes para quem está chegando agora. Se você é um desenvolvedor .NET mas nunca viu nada de .NET Core, sugiro você ler antes o artigo .NET …


Conheça 6 formas de acessar as configurações do arquivo AppSettings.JSON de uma aplicação ASP.NET CORE 3.0.

Image for post
Image for post

Com o ASP.NET CORE, o arquivo WEB.CONFIG foi praticamente abolido. A não ser em casos que você precise hospedar uma aplicação .NET CORE no IIS.

Então, a bola da vez é o arquivo AppSettings.JSON, e existem diversas formas para acessar seu conteúdo.

Algumas informações importantes para quem está chegando agora. Se você é um desenvolvedor .NET mas nunca viu nada de .NET Core, sugiro você ler antes o artigo .NET Core para DesenvolvedoreS .NET.

Image for post
Image for post

Imagine o arquivo de config dessa forma:


Neste artigo analiso uma aplicação MVC em .NET Core, falando a língua de um desenvolvedor .NET. Isso quer dizer que, tudo que irá ler aqui, será um comparativo entre as funcionalidade de ambas tecnologias.

Image for post
Image for post

A primeira vez que mexi com o .NET Core foi uma aventura homérica, meu Deus do céu. Tinha um arquivo de configuração JSON, tipo packages.json, e tentaram imitar o NodeJS e quebrava tudo. Até parecia o Xamarin e Android SDK no começo de sua caminhada.

Desisti daquele troço e segui minha vida. …


Nesse tutorial você irá aprender como controlar seu código fonte no GIT usando Azure DevOps da Microsoft e não pagar mais nada por isso.

Image for post
Image for post

Clique aqui para baixar o código fonte de apoio para esse artigo ou se preferir, utilize o seu código fonte mesmo.

O tutorial foi dividido em 3 tópicos principais. Se preferir pode pular um tópico ou outro. Antes de tudo, demonstro todo o padrão de texto, tópicos e passo a passo do tutorial para que você não se perca na leitura. Todas as informações importantes presentes neste artigo, serão destacadas com o título Pulo do Gato.

A partir desse ponto, a leitura do tutorial é de 5 minutos, e sua aplicação 10 minutos. …


O caminho para ter um MVP é muito mais complexo do que imagina. Vamos dar uma passada detalhada em todas as questões que envolvem o MVP.

Image for post
Image for post

Bom, vamos lá!

MVP, Microsoft Most Valuable Professional, é praticamente um “prêmio” dado pela Microsoft aos profissionais de TI que compartilham seu conhecimento na comunidade. Muitos confundem essa recompensa com uma certificação, mas não é. Certificação, você estuda e faz a prova. Nesse caso é um reconhecimento pelo trabalho.

No caso desse prêmio da Microsoft, deveria ser “Não estou MVP”, já que esse “reconhecimento” é temporário, renovado anualmente, sendo necessário comprovação da contribuição a comunidade de TI, e mais ainda, indicação… muita indicação. …


Neste artigo mostrarei a usabilidade, facilidade e performance do gerenciador de container Simple Injector para turbinar sua Injeção de Dependência nas plataformas MVC e Web API usando C#. O artigo original está publicado no meu blog como “Injeção de Dependência: A Redenção do Simple Injector”.

Image for post
Image for post

Não me arrependo de ter usado Ninject, onde praticamente não era necessário fazer nada, simplesmente criar uma classe que herdasse de NinjectModule, configurar a Injeção de Dependência e correr para o abraço.

Quando me tornei público, ou seja, comecei a contribuir com a comunidade de desenvolvedores, Ninject era como se fosse um palavrão e quase fui apedrejado ao mencioná-lo em grupos de redes sociais. …


Image for post
Image for post

A pedido da comunidade fiz uma lista com 27 erros comprovados cometidos por um programador durante sua vida, sendo erros técnicos, falta de conhecimento, uso indevido de código, copy/paste, anti-pattern, alienação ao negócio entre outros. Todos os erros eu mesmo já presenciei e claro, também já cometi alguns.

Sem ordem de importância, simplesmente uma lista:

1 — Sair fazendo.

Quem nunca viu alguém sair fazendo e desenvolvendo um código sem ao menos pensar na solução? Simplesmente já sai programando, sem planejamento e análise mais detalhada. Chega lá na frente muda tudo ou desiste.

Image for post
Image for post

2 — Não tem conhecimento total do negócio.

About

Fabio Silva Lima

Arquiteto de Soluções | fabiosilvalima.net

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store