Wanderlust - A vontade de ser livre e sair por aí

De uns tempos para cá eu me percebi como um wanderluster, mas não apenas falando de viagens. Ser um wanderluster para mim é ir atrás da sua liberdade onde quer que ela esteja.

Mudei de mindset, de direção profissional, de universidade, de amigos…e isso está sendo fundamental para que coisas importantes aconteçam. Para não viver a mesma vidinha monótona e angustiante de sempre é necessário se mover rumo ao que você sempre quis fazer, seja com passos cautelosos ou se jogando para ver de qual é. Essa última opção foi a que escolhi.

A coisa muda quando você passa a ter a noção de que você é responsável pelos seus momentos de felicidade. Claro que outras pessoas tem o poder de nos deixar melhores, mas estando longe delas que podemos perceber se estamos bem sozinhos.

Aceitando que algumas coisas nunca serão estáveis

No momento em que escrevo estou no Norte do país, numa cidade que nunca gostei por conta da temperatura e por achar pouco desenvolvida em relação onde moro. Só que dessa vez estou me sentindo bem aqui e não veria tanto problema em morar por algum tempo.

A vontade de ir para outros lugares e fazer atividades que eu não tenho costume de fazer estão aumentando também.

Eu quero é mudar cada vez mais, desapegar, tirar pesos das costas, aprender a deixar o que tiver que ir (caso não seja eu quem escolha ir) e só. Assim o sofrimento com o que acontece é menor.

Desejo isso para nós!

FELIZ VOCÊ NOVO!

Obrigado por ler! Estou no Sul do Pará, num computador público, calor infernal, escrevendo sem filtro e sem revisão. Feliz 2016!
One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.