-Fluido-

Perdi, 
Pela manha, meu amor jamais amado,
Perdi, pela tarde, um poema sempre sonhado
Achei, aquilo que nunca quis
Vivi, pensando em tudo que fiz
Me dei conta, 
Que mesmo pronta, 
Toda crônica se desfaz
Como uma rima voraz
Daquele que nada quer
Mas deseja uma mulher
Que a ele o destrata, 
Tornando fluido o amor que mata.

-Fabs

Like what you read? Give Fabiano Gomes (Fabs) a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.