F0to: Santiago Romero / Chakana

Diversidade é riqueza

por Ricardo Targino da Mídia NINJA com fotos dos coletivos fotográficos do Facción (Encontro Latino Americano de Mídia Ativismo)

Montevidéu celebrou nas ruas sua Marcha da Diversidade. A segunda maior manifestação popular do Uruguai fica atrás apenas dos festejos de carnaval. Este pequeno país ao oriente do Rio de La Plata, no Cone Sul das Américas, vem surpreendendo ao mundo por adotar ousadas políticas públicas em resposta à agenda do século XXI.


Foto: Apacheta

Rompendo consensos hegemônicos e velhos preconceitos, a sociedade organizada uruguaia viu no governo de Pepe Mujica uma oportunidade para avançar na regulação da produção e do consumo de maconha, despenalizar o aborto, instituir o matrimônio igualitário e ainda aprovar uma nova legislação de mídia. Mudanças decisivas não apenas no marco legal, mas também no imaginário social e nos territórios da cidadania. Em pleno centro histórico de Montevidéu, uma região antes conhecida como Polícia Velha foi rebatizada com o nome de Espaço Livre da Diversidade Sexual.

Uma verdadeira revolução no imaginário da cidade. Um convite à superação dos fundamentalismos do ódio. Declaração de amor e respeito mútuo como fundamentos da vida social.

É assim que o Uruguai emerge no cenário global contemporâneo: como uma verdadeira potência cultural dando passos tanto institucionais quanto simbólicos no caminho da plena garantia dos direitos humanos e das liberdades individuais, ao mesmo tempo em que opta publicamente por salvar as vidas de seus cidadãos seja da discriminação, da criminalização, da violência ou da morte.

Foto: Isabela Lanave / Rua Foto Coletivo

Na primeira sexta-feira da primavera, apesar dos 13 graus de temperatura e do vento frio, um verdadeiro carnaval de diferenças varreu as ruas da cidade esbanjando cores, sorrisos, tolerância e respeito como opções públicas de futuro compartilhado. Apesar de ter a pirâmide etária com a população mais idosa da América Latina, dezenas de milhares de uruguaios saíram às ruas da capital para mostrar ao mundo que a juventude é um atributo do espírito muito mais que do corpo.

Foto: Lina Marinelli / Jornalistas Livres
Fotos: Boris Mercado / Mídia NINJA
Foto: Lucia Prieto / Faccion

As mais de 120 organizações presentes no #FacciónUY2015, reunindo ativistas de mais de 20 países, celebraram com entusiasmo junto ao povo uruguaio esta manifestação coletiva do desejo de seguir caminhando na direção de um horizonte utópico de liberdade, convivência solidária e justiça social. Estes valores nos inspiram renovada esperança.

O país que escolheu ter um sol sorridente em sua bandeira reafirmou sua vocação de território da diversidade. Esta é nossa vocação natural e nossa missão civilizatória. “Difícil de entender, às vezes, principalmente quando se olha de fora e de cima. As coisas que se entendem de verdade, aquelas que podemos entender com a razão e sentir com o coração, são as coisas que a gente é capaz de olhar de dentro e de baixo”, dizia o escritor uruguaio Eduardo Galeano sobre a América Latina. “A nossa região do mundo, provavelmente, é a mais diversa de todas. É a pátria das diversidades humanas. E a verdade prova que aqui existe democracia é que esse é um reino da contradição e da diversidade, onde se misturam e às vezes brigam, todas as cores, os cheiros e as dores do mundo.”

Foto: Jero Lopez
Foto: Mídia NINJA

Diante de todas as crises que abalam a humanidade neste início de século, o Uruguai impacta diretamente no imaginário político do milênio. No novo mundo que reconstruiremos juntos não haverá ódio social e os fantasmas culturais que ainda nos assombram, tais como machismo, racismo, homofobia, transfobia, xenofobia e todos os outros fundamentalismos do mal serão vencidos pela nossa certeza de que é de nossa diversidade que nasce nossa maior riqueza. Neste planeta que nos pertence e que juntos salvaremos do colapso ambiental, seremos cada vez mais diversos e nunca mais deixaremos de ser quem somos. Rumo a uma nova humanidade. Seguimos!

#SatisFACCIÓN