Mais de 30!

3 jogadores acima dos 30 anos de idade chamaram a atenção no jogo deste sábado contra a Ponte Preta. São eles Cássio, Jô e Jadson. O Corinthians prova mais uma vez que, seu elenco de 2017, conseguiu combinar juventude e experiência, técnica e muita vontade.

No começo do jogo, a Ponte Preta ameaçou dar trabalho para o Alvinegro Paulistano. Sheik, muito homenageado pela torcida do Corinthians, mostrou disposição e muito fôlego para um jogador de 38 anos. Mas não deu jeito, aos 46 do segundo tempo, já nos acréscimos, outro trintão marcou o seu: Jadson.

E o jogo foi mesmo de extremos. Minutos extremos, no caso. Logo no segundo minuto do segundo tempo (quase Vasco, de tanto “segundo”) o artilheiro Jô marcou o seu. Com o dois a zero o Corinthians mostrava controle de jogo.

A Ponte até assustou. Aos 19 minutos, o árbitro marcou pênalti de Arana em Sheik. Lucca (aquele) foi pra bola e outro 3.0 do Timão mostrou sua força. É inegável que Cássio Ramos é ídolo do Corinthians. Se parasse ou saísse do clube hoje, já teria colocado seu nome na história como poucos. Mas por favor, fica mais Cássio, fica muito! O goleiro, mostrando uma forma incomparável no ano de 2017, defendeu mais um pênalti e não tirou o 0 do lado da Ponte Preta.

A partir daí, não tiveram tantos sustos. Sheik até teve uma bola em que Cássio saiu muito bem mas nada demais. É impressionante como o Corinthians mostra controle de jogo. O adversário toca e toca a bola mas parece não saber pra onde ir. Méritos pra equipe de Fábio Carille, que já conquistou 32 pontos dos 36 disputados.

E que venha o Palmeiras!

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Falando de Corinthians’s story.